02/07/2020 às 08h43min - Atualizada em 02/07/2020 às 08h43min

Mulheres representam 50% do número de empreendedores

Em Uberlândia, dos 45 mil empresários da categoria, mais de 20 mil mulheres estão à frente do próprio negócio

DHIEGO BORGES
Nutricionista Isabela Bertolucci decidiu investir em clínica de estética em Uberlândia | Foto: Fabrício Freitas

Elas estão cada vez mais abertas ao empreendedorismo e com sede de serem donas do seu próprio negócio. Segundo um estudo realizado pelo Sebrae e a Global Entrepreneurship (GEM), em parceria com o IBQP, 50% dos empresários que estão tentando criar um negócio ou já administram uma empresa com até 3,5 anos de mercado são mulheres. O número equivale a 26,5 milhões de brasileiras à frente de um empreendimento.

De acordo com dados do Sebrae, a cidade de Uberlândia tem aproximadamente 45 mil empresários cadastrados como Microempreendedores Individuais (MEI). Desse total, mais de 20 mil empreendedores são mulheres, ou seja, cerca de 45%.

Segundo a analista do Sebrae, Rachel Dornelas, o crescimento do público feminino neste meio é notório. “As mulheres estão cada vez mais atuantes no mundo dos negócios. De 2018 para 2019, o percentual de empreendedoras iniciais passou de 12 milhões para 16 milhões mulheres, chegando a 50% do total de empreendedores neste estágio no último ano”, explica.

Neste cenário de crescimento, o setor de serviços responde por 76% dos empreendedores em estágio inicial. Foi neste segmento que a nutricionista Isabela Bertolucci decidiu abrir uma clínica de estética em agosto de 2019. Segundo a empresária, que atua na área há 11 anos, estar à frente do seu próprio negócio sempre foi um grande sonho.

A empreendedora conta que começou realizando atendimentos domiciliares, mas com a crescente demanda, viu uma oportunidade de consolidar a atuação através do seu próprio espaço de atendimento. A estratégia deu certo e, mesmo antes de completar um ano de abertura do empreendimento, ela já trabalha para a ampliação do negócio.

“Já trabalhávamos oferecendo serviços de nutrição, estética corporal e terapias complementares. E agora vou trazer novidades como fit dance, estética funcional, loja de roupas e alimentação natural”, destacou a empresária.  

Para ampliar o conhecimento, a empreendedora conta que buscou orientações em um programa desenvolvido pelo Sebrae Minas, voltado para mulheres empresárias. Foi no projeto Sebrae Delas que Isabela encontrou suporte para esclarecer dúvidas e estratégias para a empresa. “Tudo que aprendi me ajudou a tirar a clínica do papel”, conta a nutricionista.

De acordo com a assistente de projetos do Sebrae Minas, Camila Alves, a procura por capacitação e orientações na entidade cresceu, em média, 50%. “Trouxemos o Sebrae Delas para Uberlândia em 2019 com uma turma de 35 empresárias e a procura tem sido crescente. O objetivo é trabalhar aspectos como inovação, transformação digital e habilidades empreendedoras”, afirma.

A assistente conta que, com a pandemia, muitas empresárias tiveram que adaptar os negócios ao mundo digital. Por isso, foi desenvolvida uma edição especial do projeto, que tem atuado com a proposta de oferecer novas orientações sobre como enfrentar este momento. “Abrimos uma versão compilada com entregas rápidas para que elas possam aprimorar os conhecimentos”.

As empresárias interessadas em participar podem buscar informações sobre o projeto através do 0800 570 0800 ou no telefone (34) 9 9913-6479.























 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »