01/06/2020 às 11h31min - Atualizada em 01/06/2020 às 14h24min

Surto de Covid-19 suspende atividades na Câmara Municipal de Uberlândia

Servidora e o pai morreram no final de semana; vereadores e outros assessores também testaram positivo para o novo coronavírus

SÍLVIO AZEVEDO E IGOR MARTINS -
Vereadores e servidores foram submetidos a testes e medida de suspensão poderá ser prorrogada | Foto: Arquivo Diário de Uberlândia

As atividades do Legislativo de Uberlândia foram suspensas nesta segunda-feira (1º) em decorrência da morte por Covid-19 de uma assessora da vereadora Gláucia da Saúde (PSDB) e da confirmação de outros casos de servidores da Câmara que testaram positivo para a doença. A mulher, de 57 anos, estava internada na rede privada da cidade e faleceu no sábado. O pai dela, de 89 anos, também foi uma das vítimas do novo coronavírus e acabou falecendo neste domingo (31), um dia após a morte da filha. 

A informação dos óbitos foi confirmada ao Diário de Uberlândia pela própria vereadora e um parente das vítimas. A assessora apresentou mal-estar há alguns dias e precisou ser afastada das atividades na Câmara. Ela foi internada em um hospital privado por conta das complicações da enfermidade, mas não resistiu.

Gláucia informou que a servidora trabalhava internamente e estava afastada das atividades desde o diagnóstico. Ela morava com o pai e o filho e, de acordo com os familiares, foi internada na segunda-feira passada com os sintomas e o idoso na última terça (26). O idoso estava hospitalizado no Hospital Santa Catarina, anexo ao Hospital Municipal. 


De acordo com os boletins divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no fim de semana, cinco mortes foram registradas pela enfermidade em 48 horas. Com isso, o número de óbitos pelo novo coronavírus chegou a 25. Em mensagens compartilhadas pelas redes sociais, a informação é de que um dos óbitos seria de um homem que era proprietário de um bar localizado na avenida Ana Godói de Souza, no bairro Santa Mônica, e que permanecia aberto mesmo diante às recomendações de distanciamento social. 

Dois óbitos suspeitos seguem em investigação pelo município. Ainda segundo a secretaria, 4.379 pessoas testaram negativos para a enfermidade e a quantidade de pacientes internados aumentou 21%. O número de casos confirmados para a doença também aumentou. No total, já são 1.247 pessoas infectadas pela Covid-19 em Uberlândia. Já a quantidade de casos suspeitos diminuiu para 3.750. 


Vereadores também foram infectados
A recomendação para suspensão das atividades no Legislativo de Uberlândia partiu do Comitê Municipal de Enfrentamento da Covid-19. Além da servidora lotada no gabinete de Gláucia, o Diário apurou que pelo menos outros dois servidores e dois vereadores foram infectados pelo novo coronavírus, sendo Amado Júnior e Eduardo Moraes, ambos do PSC. 

Amado disse ao Diário que, mesmo tomando medidas de segurança dentro do seu gabinete, estava suscetível à contaminação, porém não desenvolveu sintomas.

"Fiz o teste por acaso no sábado e deu positivo. Não tive nenhum sintoma, mas devo repetir o exame amanhã. Desde o início temos adotado medidas de segurança no meu gabinete, e nenhum assessor testou positivo. Infelizmente estamos em uma curva ascendente”.


Ainda segundo o vereador, parte da população não está levando a sério a situação colocando em risco a saúde de outras pessoas. “A situação é grave. Houve um relaxamento das medidas, mas não podemos negligenciar os riscos de contaminação. Como parlamentar e cidadão temos que ter a responsabilidade e aumentar o nível das medidas de segurança. Todos nós estamos passiveis e vulneráveis. A população tem que acordar. Ainda encontramos pessoas caminhando pela cidade sem máscaras”.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o vereador Eduardo confirmou o teste positivo e disse que assim que recebeu o diagnóstico entrou em contato com o médico, que solicitou o teste de contraprova. "Ele me encaminhou para fazer um teste mais completo e me orientou a ficar em isolamento. Por isso, desmarquei meus compromissos no fim de semana e estou em isolamento, em casa, com a minha esposa", comentou.

O político ainda reforçou que não apresentou sintomas da doença e disse que está bem. O novo teste será feito nesta terça-feira (2). Os assessores do gabinete de Eduardo também foram submetidos aos testes, mas os resultados foram negativos. 

O Diário também recebeu informações de que o presidente da Câmara, Ronaldo Tannús (PL), e um assessor dele também tiveram resultado positivo para a doença. No entanto, o celular do vereador estava desligado nesta manhã (1°) e não foi possível confirmar a situação. 

No gabinete da vereadora Liza Prado (MDB), a parlamentar testou negativo, mas dois assessores deram positivo, porém assintomáticos.

 

“A gente sempre estava tomando todos os cuidados. Higienizávamos o gabinete de hora em hora. Inclusive meu assessor que já está afastado é muito rigoroso com as medidas que adotávamos, sempre de máscara e tomando cuidado. Ele só ficou sabendo porque fez o teste, não desenvolveu nenhum sintoma. É muito ruim, vamos tentar fazer um revezamento mais rigoroso”.


SUSPENSÃO
A portaria sobre a suspensão foi editada neste domingo (31) e publicada pela manhã no jornal O Legislativo. Com isso, ficam proibidas a entrada e permanência de servidores, vereadores e prestadores de serviços nas dependências da Câmara, com exceção dos vigilantes, que deverão permanecer em número reduzido, e de um servidor para o recebimento de documentos no protocolo geral, que funcionará das 15h às 18h.

Ainda de acordo com a portaria, o prazo de suspensão das atividades pode ser prorrogado e caso o Comitê Municipal de Enfrentamento entender que há a necessidade de higienizar o prédio, fica autorizada a entrada dos profissionais que realizarão a sanitização. 

O Legislativo informou que o presidente se reuniria nesta manhã com agentes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e que todos os servidores estão sendo submetidos a testes, incluindo os terceirizados. A Casa também informou que um processo de sanitização está previsto para ocorrer no final da tarde de hoje nas dependências da Câmara, em áreas de acesso comum e gabinetes. 


Focos de contágio 
Durante live realizada na última sexta-feira (29) pelo prefeito Odelmo Leão e o secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha Filho, os focos de contágio em Uberlândia têm aumentado cada vez mais.

De acordo com Gladstone, se nos primeiros momentos da enfermidade o foco era na região central, a proliferação fez com que áreas como o Jardim Karaíba e Santa Mônica também se tornassem com alto risco de contágio da Covid-19 na cidade. Ele afirmou ainda que os bairros Residencial Integração e Jardim Canaã também passaram a integrar áreas com risco de transmissão da enfermidade.

Gladstone acredita que a diminuição no número de casos da Covid-19 em Uberlândia acontecerá com a compreensão e participação da população local. “As pessoas acham que sozinhas elas não podem fazer nada. Elas pensam que é um problema só do prefeito e do secretário. Isso é um problema de todos nós. Cada um pode participar para impedir que o vírus se propague”, disse.














 

 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »