29/04/2020 às 11h37min - Atualizada em 29/04/2020 às 11h37min

Vereador Ceará tem mandato cassado pela Câmara de Uberlândia

Plenário votou pela cassação de Osmírio Alves (PSC) na manhã desta quarta-feira (29)

SÍLVIO AZEVEDO
Plenário decidiu pela cassação de Ceará por 24 votos a favor, nenhum contra, uma abstenção e uma ausência justificada | Foto: Aline Rezende/CMU

A Câmara Municipal de Uberlândia cassou o seu sexto vereador em 2020. Além de Juliano Modesto, Alexandre Nogueira, Wilson Pinheiro, Rodi Borges e Vico Queiroz, Osmírio Alves, o "Ceará" (PSC) teve o seu mandato cassado pelo plenário em julgamento realizado na manhã desta quarta-feira (29).

Antes da votação, foi realizada a leitura do parecer da Comissão Processante, presidida pelo vereador Thiago Fernandes (PSL), tendo Adriano Zago (PDT) como relator e Antônio Carrijo (PSDB) membro. 
Nem o vereador denunciado, nem seu advogado, compareceram à sessão. 


O Plenário decidiu pela cassação de Ceará por 24 votos a favor, nenhum contra, uma abstenção e uma ausência justificada.  Ceará é o terceiro parlamentar cassado após ser denunciado na Operação Má Impressão, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), que investigou o uso irregular de verba de gabinete.

Quem assume a cadeira é Amado Júnior (PSC), que assumiu em fevereiro como suplente da legenda no lugar do também afastado Ronaldo Alves (DC).



















 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »