27/04/2020 às 10h24min - Atualizada em 27/04/2020 às 10h24min

Vereador Ceará será julgado pelo plenário nesta quarta-feira (29)

Comissão processante foi favorável à denuncia e parlamentar poderá ser cassado pela Câmara de Uberlândia

SÍLVIO AZEVEDO
Ceará foi denunciado pelo MPE por apresentar notas fiscais ideologicamente falsas para receber de forma irregular a verba indenizatória | Foto: Aline Rezende/CMU

A comissão processante que analisa a denúncia contra o Osmírio Alves, Ceará (PSC) também aprovou o relatório com o parecer favorável à cassação do vereador. Votaram a favor, o presidente Thiago Fernandes (PSL), o relator Adriano Zago (PDT) e o membro Antônio Carrijo (PSDB) O vereador será julgado pelo plenário nesta quarta-feira (29), durante a sessão ordinária da Câmara Municipal.

“Nós entendemos que as provas juntadas pelos autos do processo de cassação são suficientes para comprovar a quebra de dec
oro. Ainda segundo o depoimento do proprietário da gráfica utilizada pelo vereador Ceará, em que confirma que o vereador pagava somente 30% do valor da nota apresentada e o restante ficava para ele, portanto, houve enriquecimento ilícito”, explicou o relator, Adriano Zago.

O pedido de cassação foi feito pelos cidadãos Gabriel Santos Miranda e Guilherme Rossi Grossi por quebra de decoro parlamentar após Ceará ser denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por apresentar notas fiscais ideologicamente falsas para receber de forma irregular a verba indenizatória, conforme investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) na Operação Má Impressão.

Demais Comissões
Nesta terça-feira (28), ocorrerá a leitura do parecer pela continuidade do processo de cassação do afastado Mário Nobre (PSD), pela comissão presidida pelo vereador Guilherme Miranda (PSD). Já as comissões que avaliam os pedidos de cassação dos vereadores afastados Isac Cruz (Republicanos) e Ronaldo Alves (DC) realizam as audiências de instrução, onde foram arroladas testemunhas das comissões e de defesa, além da presença dos denunciados.

Antes da sessão ordinária de quarta, será apresentado relatório com o parecer favorável ou não pela cassação de Doca Mastroiano (Patriota). Já na quinta-feira (30), será vez da audiência de instrução da vereadora afastada Pâmela Volp (PP).













 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »