12/04/2020 às 12h42min - Atualizada em 12/04/2020 às 12h42min

Organizers ganham espaço no mercado de Uberlândia

Profissionais da cidade relatam como funciona o serviço que tem ganhado mais adeptos na região

BRUNA MERLIN
Cinara Ribeiro investiu na carreira há três anos | Foto: Arquivo Pessoal
A correria do dia a dia e os trabalhos profissionais que vão se acumulando durante a semana são obstáculos rotineiros que dificultam a conciliação de uma carreira com os afazeres domésticos. Muitas vezes, o tempo é insuficiente para tarefas aparentemente simples, como organizar armários, roupas, documentos e outros materiais pessoais. Não é difícil encontrar quem já passou por momentos de desespero quando precisou encontrar algo que se perdeu em meio à desorganização. Nessas horas, a figura da personal organizer surge como opção para trazer de volta a ordem em casa.  

Há pouco tempo, essa era uma profissão ainda desconhecida no Brasil. A evolução do mercado de organização começou a ganhar notoriedade a partir de 2013. Antes disso, nem o Google conseguia associar a palavra a um profissional, mas, agora, são milhares de links que resumem o papel do personal organizer. Onde há necessidade de organização, agilidade, otimização de espaços e economia, um personal organizer pode atuar. Sua função é adequar a rotina dos clientes aos ambientes e espaços de suas residências. 

Há quase três anos, Cinara Pires Ribeiro, de 33 anos, descobriu que levava jeito para a profissão e decidiu investir na carreira para auxiliar pessoas e famílias em Uberlândia. “Sempre fui muito organizada, é uma qualidade minha desde pequena, nunca gostei das minhas coisas fora do lugar. Conheço sobre a profissão há uns 6 anos, mas foi em um momento de dificuldade financeira que me deu o start em trabalhar no ramo. Hoje, sou uma profissional certificada pela OZ Organize sua Vida, uma escola referência e pioneira aqui no país”, revela.

A analista judiciária Elisangela Greek, de 46 anos, precisou recorrer aos serviços de Cinara por ter a necessidade de organizar as coisas de modo que facilitassem a utilização. “Ela conseguiu encontrar um lugar específico para cada coisa. Agora, consigo visualizar tudo que tenho para poder usar”, disse.

Todos os cômodos da casa de Elisangela receberam um toque das mãos da profissional. Segundo Cinara, cada cantinho precisava de organização e o trabalho durou aproximadamente quatro semanas. Agora, todos os itens estão nos espaços certos para facilitar a rotina.

O investimento feito pela analista judiciária foi em torno de R$ 3 mil. Além da mão de obra da personal, a cliente teve que desembolsar um valor para a compra de organizadores de cozinha e despensa e cabides de veludo, já que queria padronizar seus armários.

De acordo com a organizer, todos os equipamentos organizadores necessários são levados por ela até a residência das clientes para a aquisição. Na opinião dela, isso facilita para ambas as partes. “Tenho parceria com lojas da cidade que fornecem esses produtos em condicional. Gosto de levar porque não há necessidade da contratante sair procurando por eles, também não há chances de comprar errado e evita a aquisição de itens desnecessários. O que não for utilizado, eu devolvo às lojas”, complementou.

A cliente Elisangela diz estar muito satisfeita com o trabalho da personal. “Com toda a certeza pretendo fazer uma manutenção quando a minha situação financeira permitir”, finalizou.

O ÚTIL AO AGRADÁVEL
Proprietária de loja de utilidades viu oportunidade para investir nos serviços de organização | Foto: Aquivo Pessoal

Pauliana Verona Hubaide, de 42 anos, é proprietária de uma loja de utilidades e presentes em Uberlândia, e aproveitou a experiência com o comércio para oferecer serviços de organização aos clientes. Segundo ela, a ideia abriu novas portas ao estabelecimento e também para a vida pessoal.

“Tudo começou há dois anos. Procurei um curso especializado na área e me envolvi completamente com o mercado de organização. Meu objetivo é que todo mundo tenha uma casa organizada e não só quem pode pagar pela profissional”, explicou.
A profissional diz que a organização mudou sua vida e utiliza desse conhecimento para ajudar a transformar rotinas de outras pessoas que não conseguem ter tempo para se dedicar a arrumação ou não levam jeito para a tarefa. Toda a residência recebe o serviço de forma única e personalizada, já que ele se adapta à necessidade de cada cliente.

O trabalho da empresária é cobrado por diária. O valor gira em torno de R$ 500 para aproximadamente sete horas de atividades. Após a conclusão do projeto, todas as dicas e orientações são passadas à cliente ou à pessoa que faz a limpeza e organização diária da casa. “Tudo sobre como manter a organização que foi feita, principalmente com relação a roupas e dobras, é repassado à contratante para viabilizar a manutenção e não deixar que as coisas voltem a ficarem sem espaços”, explicou.

Com relação aos produtos organizadores, Pauliana diz que tenta aproveitar o máximo o que a cliente já tem. Além disso, respeita o limite e necessidade de cada consumidora 

para solicitar a compra de novos itens que não estão inclusos no orçamento da prestação de serviço. Assim como a personal Cinara, a comerciante também tem parcerias firmadas com lojas e sempre leva os materiais necessários para as residências. 

MAIS QUE ORGANIZADORA 
Cinara acredita que profissão de personal não se resume a entregar cômodos arrumados | Foto: Arquivo Pessoal


O trabalho de um personal organizer vai muito além de organizar cômodos e itens de uma casa. Para Cinara Pires Ribeiro, o papel do especialista não é apenas o de entregar um armário com dobras e espaços perfeitos, mas sim oferecer uma consultoria para que o estilo de organização e vida dos clientes mudem. O objetivo também é tornar o ambiente mais saudável e confortável, trazendo mais qualidade de vida.

“Somos muito requisitadas para trabalhar em mudanças de recém-casados, chegada de bebês ou idosos, mas sempre gosto de ensinar algo a mais para cada cliente. Eu priorizo muito o descarte e desapego de coisas que não usamos mais, que estão ali entupindo o lugar e só guinando energia. Gosto de conscientizar as pessoas sobre isso. Não quero entregar somente um armário arrumado, quero deixar algo maior para que seja aplicado todos os dias na rotina”, detalhou a personal.

Não é à toa que a profissional também se destaca no mundo das consultorias online e workshops presenciais. De acordo com ela, muitas pessoas estão interessadas em aprender um pouco mais sobre a tarefa de organização e quais os benefícios que ela traz para a vida pessoal.

A personal Pauliana também concorda com a colega de profissão. No fim de todo o processo de arrumação, as clientes não recebem somente uma casa arrumada e agradável aos olhos, elas também começam a entender a importância da tarefa que visa mostrar que o menos é mais. 

“Já parou para pensar quanto tempo demoramos para elaborar uma lista de supermercado em uma despensa bagunçada? Quantos alimentos jogamos fora por estar com o prazo de validade excedido? Quanto compramos de roupa sem necessidade, por não conseguirmos visualizar tudo que temos? No final de um processo de organização percebemos que precisamos de bem menos, a vida fica mais leve”, concluiu.










 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »