01/04/2020 às 11h15min - Atualizada em 01/04/2020 às 11h15min

Hospital Santa Catarina deve iniciar atendimentos na próxima semana

Reparos estão sendo feitos na unidade que funcionará como anexo do Hospital Municipal de Uberlândia

CAROLINE ALEIXO
Inicialmente serão disponibilizados 20 leitos de UTI e outros 60 de enfermaria | Foto: Secom/PMU

A expectativa da Prefeitura de Uberlândia é colocar o Hospital Santa Catarina em funcionamento já na próxima semana. A unidade particular foi requisitada administrativamente para reforçar a rede pública de saúde durante a epidemia do novo coronavírus e tem passado por reparos para iniciar os atendimentos aos pacientes da cidade.
 
O hospital conta com 101 leitos e capacidade para atender até 60% da demanda via Sistema Único de Saúde (SUS). Em coletiva de imprensa na segunda-feira (30), o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues, informou que inicialmente estão aptos para serem utilizados 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 60 de enfermaria.
 
O imóvel, que estava fechado há quase quatro anos e apresentava alguns danos estruturais, passa por manutenção na parte elétrica, como aparelhos de ar condicionado e substituição de fiação que havia sido furtada, além de acabamento, como pintura. Os trabalhos vêm sendo feitos no local desde o último fim de semana e também está contemplada a limpeza de todo o hospital e higienização dos leitos.
 
Os profissionais que irão atuar no local deverão ser remanejados de outras unidades de saúde da rede. O Diário questionou o Município sobre a forma que se dará os remanejamentos, mas foi informado que o planejamento ainda está em andamento.
 
Além de auxiliar na luta contra a Covid-19, o hospital será utilizado como um anexo do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. Ou seja, não fará atendimentos diretos de pacientes, mas sim por meio dos encaminhamentos feitos pela Central de Regulação Municipal, desde que os pacientes residam na cidade e estejam devidamente regulados.
 
ENTENDA
Os impasses envolvendo o Santa Catarina, que entrou em processo de recuperação judicial, são antigos e envolvem uma dívida que chega a R$ 38 milhões com funcionários, fornecedores e instituições financeiras. Além disso, há uma dívida tributária de aproximadamente R$ 50 milhões e uma ação trabalhista milionária contra os sócios.

Segundo apuração do Diário, os problemas financeiros da unidade ocorreram após um alto investimento em novas UTIs no ano de 2010 e mau gerenciamento da administração. Em agosto de 2016 foi anunciado o fechamento.
 
Um grupo de empresários então, em 2018, apresentou projeto de investimento de R$ 6,5 milhões e fez uma proposta para aquisição do controle acionário e assumir a administração do hospital. Também foi dada a previsão de reabertura para março de 2019, o que não ocorreu ainda uma vez que a proposta aguardava análise da Justiça.
 
Com o avanço da pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Uberlândia fez a requisição administrativa para poder assumir a unidade ante à situação de emergência. Um grupo chegou a fazer uma vistoria no hospital, com anuência do Ministério Público, e constatou que ele estaria apto a funcionar.













 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »