14/03/2020 às 08h00min - Atualizada em 14/03/2020 às 08h00min

Uberlândia cresce com Luizinho Lopes

Depois de um começo ruim, clube luta por uma vaga na Série D do Brasileirão

SÍLVIO AZEVEDO
Time enfrenta Boa Esporte fora de casa no domingo (15) | Foto: Vilmar Silva/Garra Esportes

Depois de um começo preocupante no Campeonato Mineiro 2020, com três derrotas e um empate, o Uberlândia Esporte Clube joga neste domingo (15) contra o Boa Esporte em Varginha buscando uma vaga nas semifinais da competição e o direito de disputar a Série D do Campeonato Brasileiro em 2021.

Depois dos três primeiros jogos sem vitória, o técnico Felipe Surian foi demitido. Na quarta partida o time foi treinado interinamente por Cícero Júnior, que treina o sub-20 e perdeu novamente, desta vez para o América-MG, em Belo Horizonte. O rebaixamento estava batendo na porta novamente.

Logo em seguida o clube anunciou o nome de Luizinho Lopes como o seu novo treinador para tentar salvar a temporada. E os resultados apareceram. Foram três vitórias e uma derrota, para o Cruzeiro, no Mineirão, com um pênalti perdido nos instantes finais do jogo que daria o empate.

Mas o que mudou na postura do time, que permanece praticamente o mesmo, mas que hoje enche os olhos do seu torcedor? Quem é Luizinho Lopes, treinador de 38 anos que nunca trabalhou fora do futebol nordestino e deu uma sobrevida ao Uberlândia Esporte Clube no campeonato?

De acordo com o diretor de futebol, Fabricio Tavares, Luizinho era um dos técnicos que estavam no radar do clube desde 2019, pelo seu perfil de trabalho que agrada aos anseios da diretoria.

“É um nome que a gente já tinha catalogado desde de 2019. Acompanhamos o bom trabalho que ele desenvolveu no Globo-RN em 2017, quando eliminou inclusive a URT do Rodrigo Santana na Série D do Brasileiro. É um técnico que tem as características que o clube adota, que é a modernidade, um trabalho com as linhas próximas, time organizado”.

Para auxiliar na adaptação de Luizinho ao futebol mineiro, o clube foi em busca de um profissional que conhecia bem o campeonato. “A gente tinha um certo receio pois ele não tinha trabalhado ainda na região Sudeste, mas buscamos o Neto Pajola, um auxiliar que conhece bem a região, e formaram a dupla ideal que o clube precisava naquele momento para buscar a vaga de Série D”, disse Fabricio.

Ainda segundo o diretor de futebol, Luizinho sabe trabalhar bem a gestão do grupo. “A gente sentiu que os atletas estavam perdendo a confiança. Ele conseguiu recuperar essa confiança e time começou a corresponder dentro de campo. Ele trabalhou muito o nível de concentração e psicológico dos atletas, aderindo uma mentalidade forte de cada um. É um elenco bem montado, mesclando juventude com experiência”.

Com passagens pelo América-RN, Treze-PB, Confiança-SE, Globo-RN, onde terminou a Série D como vice-campeão em 2017 e conseguiu acesso à Série C do ano seguinte, chegou a Uberlândia e encontrou uma equipe abatida pelos resultados.

“Assim que recebi o contato estudei bastante o elenco e acreditei que dava para reverter esse quadro. Um dos principais objetivos era resgatar o ânimo e a confiança desse grupo que tem qualidade suficiente para fazer bons jogos e, consequentemente, conquistar bons resultados”.

Para conseguir levantar a moral do elenco e conseguir com que o futebol aparecesse juntamente com os resultados, foi necessário conhecer bem os atletas que teria a disposição para conseguir colocar em prática suas estratégias de jogo.

“Assim do momento que detectei que tínhamos um elenco muito experiente, imaginei que facilitaria o que propomos, principalmente num primeiro momento, haja vista que não fiz pré-temporada. Atacar alguns pontos específicos, como a questão mental e comportamental, fisicamente a equipe tinha um lastro de uma boa pré-temporada realizada pela preparação física sobre o comando do Juninho, aí ataquei tecnicamente e taticamente, em conjunto com as capacidades”.

Quem acompanha o dia a dia do clube também vê diferença de postura do time nos jogos. O repórter da Rádio América, Zé Elias, analisa que o Luizinho conseguiu compactar o posicionamento dos jogadores em campo.

“O técnico Luizinho chegou, conseguiu implantar no UEC o que o Surian não conseguiu passar para os jogadores. Um time mais compactado. Nos três primeiros jogos o meio de campo e ataque jogavam muitos distantes. Na última partida, contra a URT, percebemos o curto espaço entre o ataque e o meio de campo”.

Já sobre o trabalho de Felipe Surian, Zé Elias pondera que ele tem sua parcela no sucesso do time atual, montado por ele juntamente com a diretoria de futebol. “Eu vejo que o Surian tem sua parcela de contribuição, pois juntamente com o Fabrício, montou essa equipe. Praticamente não houve mudança. Acredito que faltou um pouco de sorte no início do campeonato. O Uberlândia começou bem contra o Atlético, as acabou perdendo. Até mesmo contra a Patrocinense, o time se apresentou bem”.

ESTATÍSTICAS
Especialista em números, Evandro Monteiro, do canal Manchete Esportiva, a pedido do Diário de Uberlândia, fez um levantamento comparando alguns dados estatísticos dos times do Uberlândia Esporte Clube sob direção dos dois treinadores. O dado que mais cresceu foi a quantidade de gols marcados. Enquanto a equipe não marcou nenhum gol nas quatro primeiras partidas, após a chegada de Luizinho Lopes, a rede adversária já balançou sete vezes em quatro jogos, uma média de quase dois gols por jogo.

“O que completa essa informação é o fato do time acertar mais bola no alvo. Com o Surian, a média era de 3 bolas ao alvo por jogo, enquanto que com o Lopes, são em média 5. Ou seja, quase o dobro de finalizações certas, o que aumenta consideravelmente a probabilidade da equipe marcar gols. Além dos números, como Lopes já ressaltou em suas entrevistas, fez um trabalho motivacional em cima do time, o que surtiu resultado, uma vez que a equipe titular dos dois treinadores é a mesma”.

 

          Posse de bola Chutes a gol Chutes para fora Escanteios Amarelos Vermelhos
Uberlândia 0 x 1 Atlético 49% 51% 2 5 13 2 6 3 4 2 0 0
Caldense 2 x 0 Uberlândia 43% 57% 3 1 4 4 3 6 1 0 0 0
Uberlândia 0 x 0 Patrocinense 60% 40% 6 2 15 2 7 1 3 2 0 1
América 3 X 0 Uberlândia 52% 48% 6 4 8 7 6 4 2 3 0 0
Uberlândia 1 x 0 Coimbra 50% 50% 3 5 8 11 5 5 5 3 0 0
Tupynambas 1 x 3 Uberlândia 47% 53% 1 3 1 6 2 4 2 2 0 0
Cruzeiro 2 x 1 Uberlândia 50% 50% 3 9 8 9 4 7 1 1 0 0
Uberlândia 2 x 0 URT 63% 37% 5 1 15 7 7 0 3 0 0 1
 
  Jogos V E D Gols P Gols C M Chutes gol M Chutes fora
Surian 3 0 1 2 0 3 3 10,7
Luizinho 4 3 0 1 7 3 5 9,5







 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »