14/01/2020 às 14h11min - Atualizada em 14/01/2020 às 14h11min

Cerca de 21 mil crianças devem tomar dose da vacina contra febre amarela em Uberlândia

Nova recomendação retoma prática adotada para crianças menores de 5 anos

VINÍCIUS LEMOS
Doses aplicadas são gratuitas e estão disponíveis nas 74 salas de vacinação do Município | Foto: PMU/Divulgação
Crianças que completaram 4 anos de idade entre 2017 e 2019 deverão ser levadas às salas de vacinação para receberam a segunda dose da vacina contra a febre amarela. Nesse período, a diretriz do Ministério da Saúde era de dose única para imunização contra a doença, mas recentemente isso mudou e será necessário o reforço, como explicou a Secretaria de Saúde de Uberlândia. Ao mesmo tempo, a segunda vacina volta a ser obrigatória pelo calendário oficial no País.

Estima-se que até 21 mil crianças poderão tomar a dose extra em Uberlândia. Segundo a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Cláubia Oliveira, até 2017 era protocolo que as crianças recebessem duas doses da vacina, sendo uma aos 9 meses de vida e outra aos quatro anos. Nos últimos anos, todavia, a recomendação do Ministério da Saúde, baseada nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), era de adotar apenas uma dose da febre amarela durante toda a vida. Novos estudos mostraram, porém, que existe uma diminuição precoce de anticorpos para a doença quando a criança é vacinada muito cedo.

“Para atualização do cartão de vacinas é preciso que os responsáveis ou pais de crianças que hoje têm 5, 6 ou 7 anos, e que não receberam a segunda dose da vacina contra a febre amarela, levem-nas às salas de vacinação e as mantenham protegidas. É preciso informar sobre as mudanças porque muitos pais estão certos de que o filho está com o cartão de vacina em dia”, disse Cláubia Oliveira.

Ao mesmo tempo, a secretaria tem feito uma busca e passando informações a essas famílias por meio de agentes comunitários de saúde. Também será feita a divulgação nas escolas municipais na volta às aulas no próximo mês.

Não está prevista uma campanha específica para informar sobre a volta dessa segunda dose da febre amarela. De qualquer maneira, em setembro está programada uma campanha multivacinação para atualização geral do cartão de vacina de crianças de Uberlândia.

Ainda de acordo com a coordenadora do Programa de Imunização, não existe nenhum risco de que faltem vacinas para essa dose não programada anteriormente. As doses aplicadas são gratuitas e estão disponíveis nas 74 salas de vacinação do Município, que ficam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e em seis Unidades de Atendimento Integrado (UAIs).
 
Febre Amarela
A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus que é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados (Aedes aegypti no caso da febre amarela urbana) e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Os principais sintomas da doença são: início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

A doença tem importância epidemiológica por sua gravidade clínica e potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas pelo mosquito Aedes. Por isso, a Prefeitura de Uberlândia reforça a importância de eliminar os criadouros do mosquito e manter o cartão de vacinas atualizado.




 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »