27/12/2019 às 09h44min - Atualizada em 27/12/2019 às 09h44min

PM procura por suspeito de estuprar meninas de 10 e 11 anos em Uberlândia

Crime ocorria há mais de um ano, segundo relatos das vítimas; suposto autor é vizinho das meninas

DA REDAÇÃO
A Polícia Militar (PM) está à procura de um homem de 38 anos suspeito de estuprar duas meninas de 10 e 11 anos no bairro Segismundo Pereira em Uberlândia. O crime ocorria há mais de um ano, segundo relatos das vítimas.

A denúncia foi registrada nesta quinta-feira (26) pela mãe de uma das crianças. A responsável relatou aos policiais que as meninas são amigas e costumam ficar juntas com outra colega enquanto as mães trabalham. 

De acordo com a ocorrência, as vítimas disseram para a colega que estavam sendo perseguidas pelo vizinho, de aproximadamente 40 anos. Contaram também que em setembro de 2018 as duas estavam em casa quando o autor entrou no imóvel e as ameaçou, falando que mataria as famílias caso não tivessem relações sexuais com ele.

As crianças também relataram que na ocasião o homem ficou nu, colocou o órgão genital na boca delas e começou a passar a mão nas partes íntimas. Em determinado momento, uma das meninas conseguiu se trancar dentro do banheiro. A outra foi segurada pelo homem e continuou sendo abusada. 

Instantes depois, a vítima que conseguiu se trancar no cômodo da casa pensou que o autor tivesse ido embora e saiu do local, mas foi surpreendida pelo homem. Ela também foi estuprada. Depois da ação, o suspeito voltou a ameaçar as crianças com uma faca e foi embora da residência. 

No dia 16 de dezembro deste ano, o homem voltou a perseguir as meninas e entrou dentro da casa da colega das vítimas. A testemunha ameaçou de entregá-lo para a polícia e o suspeito fugiu. 

A colega conseguiu gravar todas as conversas que teve com as amigas e mostrou para os pais, que acionaram os responsáveis das meninas. As vítimas também chegaram a dizer que um menino da escola sempre era visto na casa do vizinho e que provavelmente também sofria abusos. A Polícia Civil irá investigar o caso.









 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »