26/12/2019 às 11h59min - Atualizada em 26/12/2019 às 11h59min

Noah Baumbach descreve um divórcio sem filtro

“Marriage story”, disponível na Netflix, lidera indicações ao Globo de ouro

ADREANA OLIVEIRA
Nicole (Scarlett Johansson) e Charlie (Adam Driver) foram indicados ao Globo de Ouro pelo longa | Foto: Divulgação
Um dos cartazes de “Marriage Story” (História de um casamento), disponível na Netflix desde o dia 6 de dezembro, pode até enganar. A imagem dos protagonistas Charlie (Adam Driver) e Nicole (Scarlett Johansson) abraçados ao pequeno Henry (Azhy Robertson) talvez te leve a pensar em mais uma comédia romântica em que tudo se resolve no final e todos vivem felizes para sempre.

Mas a história desta história escrita e dirigida por Noah Baumbach está mais no resumo utilizado pela plataforma de streaming: um casamento desmoronando e uma família que permanece junto.

O drama vivido pela atriz Nicole e pelo diretor teatral Charlie não é estranho em nossa sociedade, o que acontece é que às vezes ele segue com filtro, ou, simplesmente, ignorado. Quando o casal protagonista percebe que a sintonia já não existe mais, toda a magia do início de relacionamento desaparece diante de comportamentos extremos.

No meio desse casamento tem o Henry, o filho de Charlie e Nicole, que puxa os pais para a sanidade. Não tem como tomar um partido ou entender a produção em preto e branco. Ali está o cinza, o nublado e os dias ensolarados que cada um tem à sua maneira e quando Nicole e Charlie percebem o quanto estão se anulando em nome do relacionamento já desgastado as coisas pioram quando os advogados entram em ação no processo de divórcio.

E como a arte às vezes imita a vida, vale informar aqui que a história é baseada no divórcio entre o diretor do longa e a atriz Jennifer Jason Leigh, em 2013. Johansson e Driver também já passaram por essa situação, ela duas vezes.

Outra atriz que dá um show de interpretação na pele da advogada Nora Fanshaw é Laura Dern. A primeira conversa entre Nora e Nicole é uma das melhores cenas do filme e a personagem foi inspirada em uma mulher real, a advogada que representou as duas atrizes em seus processos de divórcio.

Todo ganho é fruto de uma renúncia e Baumbach soube explorar isso muito bem no roteiro e contou com suas estrelas em atuações de total entrega e comprometimento e o reconhecimento veio além das centenas de memes de cenas do longa que já viralizaram na internet. “Marriage Story” está indicado em seis categorias do Globo de Ouro, considerado o termômetro do Oscar, inclusive melhor atriz (Johansson), ator (Driver), roteiro (Baumbach) e melhor filme de drama.











 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »