03/12/2019 às 15h31min - Atualizada em 03/12/2019 às 17h47min

Forte temporal atinge Uberlândia e deixa vias alagadas em poucos minutos

Ocorrências foram registradas na tarde desta terça-feira (3) em diversos pontos da cidade; confira relatos de vítimas

BRUNA MERLIN E SÍLVIO AZEVEDO
Motorista ficou ilhado após alagamento na avenida Balaiadas | Foto: Diário de Uberlândia
Uma forte chuva acompanhada de trovoadas, relâmpagos e rajadas de vento foi registrada, na tarde desta terça-feira (3), em Uberlândia. Equipes da Defesa Civil montaram efetivo em pontos de maior risco de alagamentos no perímetro urbano da cidade para atender as ocorrências. A estação automática no bairro Santa Mônica computou mais de 30 milímetros de chuva e os ventos chegaram a aproximadamente 50 km/h. O temporal começou por volta das 14h30 e durou cerca de duas horas.

Diversas regiões foram atingidas principalmente nas zonas leste, norte e central. Em poucos minutos de tempestade, várias vias já registravam alagamentos. A região leste foi a mais afetada pela chuva e as ruas Serraria, Bateia e Celeiro do bairro Morumbi ficaram cobertas por água. Na rua Serraria, uma família ficou ilhada dentro de uma casa que foi atingida com a grande quantidade de enxurrada. Na via Pequis, uma árvore caiu sobre a rede de energia elétrica.

Há informações ainda de outros imóveis do bairro alagados. As famílias que tiveram as casas alagadas relataram danos e prejuízos em imóveis e eletrodomésticos. A Defesa Civil foi acionada para acompanhar a situação e informou que não houve vítimas no bairro, apenas danos materiais contabilizados.

Vias do bairro Morumbi ficaram completamente alagadas | Foto: Sílvio Azevedo

Alagamentos também foram registrados na rua Monteiro Lobato no bairro Minas Gerais e na avenida João Pinheiro próximo ao Centro. Na avenida Balaiadas, no Marta Helena, o motorista de um veículo ficou preso durante alagamento sob o pontilhão. O Corpo de Bombeiros também foi acionado para retirar uma árvore que caiu no bairro Cruzeiro do Sul e interditou a avenida Central.

Os bairros Santa Mônica, Segismundo Pereira, Tubalina e Distrito Industrial também tiveram vias alagadas durante a chuva. Veja nos stories do Instagram do Diário de Uberlândia os vídeos registrados durante o temporal. 

A Polícia Militar (PM), Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Settran) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também apoiaram as ações. Em caso de emergência, basta entrar em contato com os órgãos através dos números 190 (PM), 199 (Defesa Civil) ou 193 (bombeiros).

RELATOS DE VÍTIMAS
 Motorista teve o carro levado pela enxurrada na avenida 
Felipe Calixto Milken | Foto: Sílvio Azevedo 


Na avenida Felipe Calixto Millken, no Morumbi, Wallison Lopes Martins ia para uma consulta na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro quando foi surpreendido pela enxurrada, que começou a empurrar seu carro. Para evitar mais problemas mecânicos, a solução foi jogar o veículo para cima do passeio. 

“Na hora que eu estava atravessando a via, a água ainda estava baixa. Quando eu cheguei na esquina eu ia sair da rua, mas não deu e a enxurrada começou a crescer e foi me levando. A única coisa que pude fazer foi jogar o carro para o passeio e evitar que entrasse água no motor”, relatou ele que, junto à esposa, empurrou o veículo até a rua Pelego para ser guinchado.

O motorista de aplicativo Paulo Uno relatou ter medo das tempestades, já que, trabalha o dia inteiro dirigindo nas vias. Durante a chuva, ele estava em uma área do bairro Jardim Patrícia que ficou alagada. “É complicado porque sempre estou na rua e muitas vezes não dá tempo de fugir. Não consigo ver os buracos e isso pode danifica o carro. Outros motoristas também podem colidir no meu carro, colocando minha vida em risco”, comentou Paulo.  

Água quase cobriu carro no bairro Morumbi | Foto: Sílvio Azevedo


ALERTA AMARELO
Segundo o coordenador da Defesa Civil, capitão João Batista Afonso, foram atendidas ocorrências que, para o órgão, estão dentro da normalidade para uma chuva como a que caiu hoje na cidade. 

 “Até o momento tivemos ocorrências de panes elétricas de veículos e as casas com problemas de alagamento no Morumbi, mas sem gravidade. Não tivemos quedas de muro, nenhum acidente grave nem vítimas, apenas ocorrências normais para uma chuva forte como foi essa”.

Ainda de acordo com o Capitão Afonso, assim que se identificou a possibilidade da forte chuva cair, a Defesa Civil emitiu um alerta amarelo. “Essa chuva já estava sendo monitorada. Nós demos alerta amarelo devido ao temporal que armou sobre a cidade e permaneceremos ainda no amarelo”.

 Avenida Rondon Pacheco também ficou alagada e vários veículos tiveram pane elétrica | Foto: Reprodução/WhatsApp




 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »