30/10/2019 às 07h56min - Atualizada em 30/10/2019 às 10h20min

Número de feriados prolongados em Uberlândia vai triplicar no próximo ano

Empresários temem prejuízos com as 9 datas do tipo previstas para 2020

VINÍCIUS LEMOS

O ano de 2020 terá nove feriados prolongados para os moradores de Uberlândia, o triplo em comparação a  2019. A maior parte é de datas comemorativas nacionais, sendo seis delas. Outros três feriados municipais poderão estender a folga dos trabalhadores locais. A quantidade de feriados é vista pelos setores de comércio, indústria e serviços de maneiras diferentes, quase sempre negativa, em decorrência dos potenciais prejuízos gerados. A exceção é para o setor de hotéis, bares e restaurantes, que vê potencial para negócios.

Os feriados prolongados são aqueles que caem próximo a finais de semana, como quintas, sextas, segundas ou terças-feiras, a exemplo do que acontecerá no próximo ano com os feriados de Paixão de Cristo, Tiradentes, Dia do Trabalho, Corpus Christi, aniversário de Uberlândia, Independência, Nossa Senhora Aparecida, Finados e Natal. No ano de 2019, apenas três feriados puderam ou poderão ser prolongados, sendo que o último acontecerá na sexta-feira, dia 15 de novembro, quando vai se comemorar a Proclamação da República.

O calendário de Uberlândia, divulgado no dia 24 de outubro por meio do Diário Oficial do Município, também prevê seis datas com pontos facultativos para o funcionalismo municipal. O maior exemplo é o Carnaval, que prevê duas datas do tipo, nos dias 24 e 25 de fevereiro, sendo acompanhado pela quarta-feira de Cinzas, no dia 26 de fevereiro, quando o ponto facultativo vai até o meio-dia.

COMÉRCIO
Dono de três lojas de calçados femininos em Uberlândia, o empresário Renato Arrais afirmou que, para ele, o maior prejuízo é com feriados que caem nas segundas. “Os clientes estão em viagem e não gastam na cidade, nos casos em que posso abrir as portas. Quando não posso abrir, são dias a menos de faturamento”, disse. O lojista ainda lembrou que há gastos extras com feriados em que as lojas podem funcionar, como o pagamento dobrado do dia de serviço aos funcionários. Ele disse que em 2019 colocou as lojas para funcionarem nos feriados sempre que pôde, pois ainda havia a possibilidade de o faturamento ser compensador.

A visão da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub) é que os feriados são problemáticos, mas podem ser contornados. “Atrapalha porque são menos dias úteis trabalhados. Porém, essa é a nossa realidade, então precisamos trabalhar nosso planejamento para sermos menos afetados, como fazer escala de produção [na indústria] levando em consideração os feriados, para que as metas sejam atingidas nos dias úteis”, explicou o presidente da Aciub, Paulo Romes.

Ele ponderou que feriados podem gerar aumento de custo principalmente para pequenas empresas, com horas extras, por exemplo, mas que dependendo da demanda, pode ser vantajoso o gasto a mais.

LAZER
Quem pensa mais positivamente com relação aos feriados é o setor hoteleiro e as empresas de alimentação e bebidas. Há cenários em que o faturamento tem potencial de aumento, segundo Carlos Alberto dos Santos Ferreira, presidente do Sindtur, que representa o setor.

O turismo receptivo para congressos e feiras, por exemplo, torna-se favorável para a parte hoteleira. Porém, na alimentação, como cidade que atrai estudantes, em feriados prolongados, a maioria dos alunos volta para casa dos pais em outras cidades e o setor pode registrar queda. “Porém, no feriado no meio da semana, temos os familiares dos estudantes vindo para a cidade e isso aumenta a demanda. Essas são características que já acontecem há alguns anos em Uberlândia. Mas se pegarmos algum evento, depende do tamanho dele, tudo pode mudar”, explicou Carlos Alberto.

CONSCIÊNCIA NEGRA
A partir deste ano, a cidade de Uberlândia não contará com o feriado da Consciência Negra, celebrado nacionalmente no dia 20 de novembro, e instituído no Município em 2016. A decisão judicial em segunda instância do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi proferida em 2018, e o acórdão do processo foi enviado em abril deste ano ao prefeito e ao presidente da Câmara Municipal. No início deste mês, a Prefeitura alterou o decreto divulgado em novembro de 2018 que previa a instituição da data comemorativa no município.

A modificação no decreto foi necessária devido a uma ação da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Segundo a entidade, a constituição brasileira define que cada cidade no país tenha quatro feriados municipais durante o ano, sendo um deles o da Sexta-Feira Santa. Uberlândia já havia instituído todos os feriados possíveis, nos quais se incluem Corpus Christi, Dia de Nossa Senhora da Abadia e o aniversário da cidade.

Feriados prolongados em 2020
 
1º janeiro (quarta-feira) – feriado nacional – Réveillon
10 de abril (sexta-feira) – feriado municipal – Paixão de Cristo
21 de abril (terça-feira) – feriado nacional – Tiradentes
1º de maio (sexta-feira) – feriado nacional – Dia do Trabalho
11 de junho (quinta-feira) – feriado municipal – Corpus Christi
15 de agosto (sábado) – feriado municipal – N. S. da Abadia
31 de agosto (segunda-feira) – feriado municipal - aniversário do Município
7 de setembro (segunda-feira) – feriado nacional - Independência do Brasil
12 de outubro (segunda-feira) – feriado nacional – N.S. Aparecida
2 de novembro (segunda-feira) – feriado nacional – Finados
15 de novembro (domingo) – feriado nacional – Proclamação da República
25 de dezembro (sexta-feira) – feriado nacional – Natal






 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »