25/09/2019 às 13h25min - Atualizada em 25/09/2019 às 13h25min

Santuário de Aparecida comemora 15 anos com milagres e graças em Uberlândia

Celebrações locais em homenagem à Nossa Senhora Aparecida começam no próximo fim de semana

VINÍCIUS LEMOS
Tema abordado para as festividades foi “Temos Histórias Para Contar” | Foto: Diário de Uberlândia
No ano em que se comemora os 15 anos do Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida de Uberlândia, as celebrações locais da padroeira do Brasil vão ressaltar graças e milagres alcançados por fiéis no Município. As atividades começam no próximo fim de semana e envolvem desde a festa, com barraquinhas para a comunidade, até missas especiais e novenas.

A paróquia Nossa Senhora Aparecida surgiu em 1945, sendo elevada a Santuário em 10 de outubro de 2004. Com a importância da data comemorada em 2019, o tema abordado para as festividades foi “Temos Histórias Para Contar”, com o lema “Tantos Outros Sonhos Para Realizar”. Segundo o reitor do Santuário, padre Itamar de Almeida, a festa tem o objetivo de aproximar a população, com histórias de pessoas de Uberlândia que tiveram suas vidas mudadas de alguma forma por interseção da fé e da padroeira.

Nas novenas distribuídas à comunidade, serão contados nove relatos de milagres e graças locais atribuídos à santa. “Queremos mostrar o que a Santa fez à nossa comunidade e à nossa população. Mostrar a nossa história com Nossa Senhora Aparecida”, disse o reitor do Santuário Itamar de Almeida.

Desde o ano passado, o Santuário mantém a Sala dos Milagres com objetos de pessoas que fizeram votos ou informaram ter seus pedidos atendidos. São fotos, cabelos, modelos de cera e outros objetos que representam de alguma forma o que fiéis conseguiram por meio de sua devoção.

Uma dessas histórias é a do diácono Miron de Oliveira Graton que, em 2006, descobriu um câncer no sistema digestivo, atingindo principalmente o intestino. Segundo ele, sua recuperação foi desenganada pelos médicos. “A primeira coisa que me foi dito foi ‘você sabe rezar?’, porque meu médico sabia que eu era muito devoto de Nossa Senhora Aparecida. O primeiro lugar em que fui depois (do diagnóstico) foi o Santuário. Aos pés da imagem da santa, pedi força e vida”, afirmou.

Graton contou ainda que o tumor era agressivo e foi necessária uma cirurgia de 12 horas para que ele, depois, seguisse para a quimioterapia. O procedimento delicado aconteceu na cidade de São Paulo. Durante o tratamento, também em 2006, o paciente teve uma hemorragia interna, que foi detectada depois que ele chegou a vomitar sangue. “Esse foi, pra mim, minha segunda graça alcançada, pois eu tinha entregado minha saúde para Nossa Senhora e Jesus Cristo. Hoje eu estou curado”.
 
PROGRAMAÇÃO
Entre 28 de setembro e 13 de outubro, o Santuário realiza as comemorações em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, iniciando com as chamadas barraquinhas, com bingos, leilões e atrações musicais. Entre os dias 3 e 11, haverá novena nas missas das 7h e 19h, com coroação da imagem de Nossa Senhora.

No dia 12 de outubro, dia da grande festa em louvor a Nossa Senhora Aparecida, as atividades terão início com uma alvorada às 5h, com convocação da comunidade para a festa. As missas serão celebradas a cada duas horas a partir das 6h, prosseguindo até 20h. Às 21h, haverá encerramento com procissão luminosa e, às 21h30, homenagem à imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »