11/09/2019 às 14h49min - Atualizada em 11/09/2019 às 14h49min

Projeto com “prainha” artificial reforça prevenção ao suicídio na UFU

Projeto foi instalado ao lado da biblioteca do campus Santa Mônica em Uberlândia; intenção foi fugir da rotina pesada e promover troca de afetos

CAROLINE ALEIXO E BRUNA MERLIN
Areia, piscina, música, sombra fresca e jogos. Quem passou pela biblioteca da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) no campus Santa Mônica, na tarde desta terça-feira (10), percebeu algo diferente e inusitado instalado no complexo. A “prainha”, que foi divulgada e comentada por diversas vezes nas redes sociais, teve como objetivo ressaltar a importância do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio e da campanha Setembro Amarelo. 

A ação foi pensada pelo grupo do projeto Clínica Poética, coordenado pela professora Juliana Soares Bom-Tempo do Instituto de Artes da universidade. O espaço montado em meio ao ambiente universitário, onde a tensão e a ansiedade predominam, teve a intenção de proporcionar a reflexão sobre qual vida queremos.

“Muitas dessas pessoas, que caminham pela instituição todos os dias, estão tristes e sobrecarregadas mentalmente. Precisamos fazer alguma coisa para mudar essa situação. A condição de saúde mental na universidade é muito preocupante”, explicou a professora. 

Durante a tarde de ontem, diversas pessoas participaram da atividade que foge da rotina pesada e inconstante. Os participantes curtiram a piscina, jogaram peteca, dançaram ao som de várias músicas, espantaram a tristeza e, principalmente, trocaram boas energias.

Além de destacar que a saúde mental das pessoas é importante, a ação teve como intuito comemorar um ano da atuação do projeto Clínica Poética que promove eventos semanais com o tema. 

“Nosso trabalho é atender o público que passa por situações de crises emocionais e mentais através de atividades que envolvam todos os sentidos do corpo com danças, peças de teatros e outras”, disse Juliana. 

A intenção agora é continuar com outras ações que também irão ressaltar a conscientização durante o Setembro Amarelo. Segundo Bom-Tempo, ao longo do mês serão realizadas diversas atividades na instituição tanto para a comunidade acadêmica quanto para a população da cidade. 

REPERCUSSÃO 
A “prainha” da UFU ficou famosa rapidamente. Várias pessoas utilizaram o Twitter e o Facebook para divulgarem a ação que pegou todo mundo de surpresa. Segundo Juliana, muitos alunos, professores e servidores da universidade pararam a rotina para presenciar a atividade e elogiaram a iniciativa. 

“Tivemos a interação de muitas pessoas. Além daquelas que participaram da ação, outras ficaram olhando e admirando a felicidade e a descontração que estava no ambiente. Foi um resultado muito positivo”, finalizou.


Confira algumas postagens da repercussão: 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »