07/09/2019 às 09h48min - Atualizada em 07/09/2019 às 09h48min

Pesquisa em Uberlândia mostra que açaí é aliado no combate à hipertensão arterial

Mercado da fruta na cidade cresce cada vez mais

SÍLVIO AZEVEDO
Ingestão do açaí ajuda na dilatação das artérias facilitando a passagem do sangue | Foto: Sílvio Azevedo
Segundo o Ministério da Saúde, a hipertensão arterial atinge um a cada quatro brasileiros adultos. A doença pode levar a enfermidades mais graves, como infarto e acidente vascular cerebral (AVC), causando mais de 300 mil mortes ao ano no país. Em meio a essa realidade, uma fruta típica do norte do Brasil, mas bastante consumida em todo território nacional, pode ser uma aliada e ajudar na prevenção à hipertensão: o açaí.

Em um artigo científico publicado na revista International Journal of Cardiovascular Sciences da Sociedade Brasileira de Cardiologia, o nutricionista Heitor Santos, mestrando no programa de pós-graduação em Ciências da Saúde da Faculdade de Medicina (Famed) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), destaca que a antocianina, pigmento responsável pelo tom roxo-escuro do açaí, é o agente motivador do efeito benéfico.

“É um artigo voltado para quem está na prática clínica, como nutricionistas e médicos, que são profissionais que recomendam a ingestão do açaí e também de hábitos saudáveis em geral”.

De acordo com a publicação de Santos, a ingestão do açaí ajuda na dilatação das artérias, facilitando a passagem do sangue, diminuindo a tensão dos vasos sanguíneos e fazendo com que a pressão baixe.

“O açaí contém antocianinas, que são substâncias que ajudam na melhora das funções arteriais. A ideia do incentivo ao consumo é ser um coadjuvante para quem é hipertenso. Após essa minha publicação, foi publicado um outro artigo que deu respaldo do efeito da fruta na prática clínica. Por ser um alimento bem consumido, pode ser incluído na rotina de várias pessoas”.

Para atingir resultados mais positivos, Heitor Santos sugere que o alimento seja consumido em uma quantidade que seja superior a 150 gramas da polpa de açaí quase todos os dias, mas sem exagerar nos ingredientes adicionais.

“Só sugiro que não se exagere nos adicionais que são colocados, como calda de leite condensado, chocolate. O que pode ser colocado são ingredientes como leite em pó desnatado, para quem quer mais proteína ainda, uma quantidade de whey protein, um pouco de castanhas de caju trituradas, frutas também são opções interessantes.”

Além das antocianinas, o açaí tem uma quantidade saudável de gordura monoinsaturada, o ômega 9, que também está presente no abacate e azeite de oliva, popularmente indicados para melhorar a condição de problema de colesterol no sangue.

“Por ter um teor interessante de ômega 9, o açaí é promissor para controlar as concentrações de colesterol do sangue. Em uma condição em que o LDL alto, que é considerado o colesterol vilão, o açaí pode ajudar também”. 

MERCADO DE AÇAÍ
Somente nas duas unidades da Ferraz+Açaí, as vendas chegam a mais de três toneladas mensais | Foto: Divulgação


O açaí é uma fruta basicamente plantada na região norte do Brasil, tendo Amazonas e Pará os maiores produtores. Dados publicados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostram que, em 2017, a safra foi de 1,3 milhão de tonelada.

Em Uberlândia, o consumo também é bastante alto. Somente nas duas unidades da Ferraz+Açaí, as vendas chegam a mais de três toneladas mensais. Os pedidos são variados, mas os campeões de venda são o açaí com banana e granola e o açaí com ninho, leite condensado e morango.

“De uma forma geral, a gente atende um público com diversos gostos. Muitos gostam dele mais doce, com mais ingredientes. Mas o bom apreciador pede o açaí básico, para sentir a massa. Temos opções para todos os gostos, mais energético, com mais frutas”, disse Felipe Ferraz, um dos sócios da empresa.

A técnica em alimentos Chris Ferreira é uma amante do açaí. Ela consome a polpa da fruta pelo menos quatro vezes na semana e prefere in natura. “O açaí tem propriedade que auxiliam na saúde. Não abuso dos acompanhamentos e prefiro ele com frutas. Eu sempre indico para quem gosta de academia por ser bem energético”.

Técnica em Alimentos Chris Ferreira consome açaí quatro vezes por semana | Foto: Sílvio Azevedo


O representante comercial Rafael Galvão também gosta do açaí mais puro. “Neste calor é bem refrescante. Eu gosto dele puro porque já é muito calórico e se colocar muita coisa acaba não sentindo o gosto do açaí”.

Já a esteticista Laís de Souza gosta de incluir, além de outras frutas, o leite ninho no açaí. Quando não tem tempo de tomar, dá um jeito de consumir em casa mesmo. “Eu sou apaixonada por açaí, pois é refrescante, me dá ânimo, gosto dos adicionais. Troco ele por refeição a qualquer hora. Quando não tenho tempo, passo e compro 1 litro e tomo em casa e lá tenho os adicionais também”.
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »