21/08/2019 às 12h05min - Atualizada em 21/08/2019 às 13h24min

​Menina atacada por cachorro é sepultada em Uberlândia

Enterro foi no início da tarde desta quarta (21) no cemitério Bom Pastor; avó estava na casa, mas não conseguiu conter o pit bull

GIOVANNA TEDESCHI

A menina de 6 anos que morreu depois de ser atacada por um pit bull no bairro Segismundo Pereira, em Uberlândia, foi sepultada no início da tarde desta quarta-feira (21) no Cemitério Campo do Bom Pastor. O corpo saiu da Funerária Paz Universal por volta das 11h50. O velório ocorreu na noite de ontem no mesmo local.

 

O caso ocorreu durante a manhã de terça-feira (19) no momento em que a criança foi até o quintal da casa, na rua João Limírio dos Anjos. O dono do cachorro era um tio da vítima, que se mudou para o Rio de Janeiro. Por isso, o animal estava aos cuidados do avô da menina.

 

O Diário conversou com uma testemunha que ajudou a conter o cachorro, mas preferiu não se identificar. Ele contou que estava no apartamento, que fica em frente à casa onde aconteceu o ataque, quando ouviu gritos de uma criança. Inicialmente pensou que dois animais estavam brigando, mas quando percebeu o que realmente estava acontecendo, desceu para ajudar no socorro. Apenas a avó da menina estava na casa. Ela tentou parar o ataque, mas não conseguiu.

 

"Quando cheguei na casa, eu me deparei com um cachorro em cima da criança, mordendo ela, já tinha gente na rua com pedaço de pau na mão, já tinha alguns vizinhos. O pessoal não sei se por que ficou traumatizado com aquela cena, por medo de algum revide do animal, não teve muita iniciativa de entrar para ajudar", disse.

 

Os vizinhos chegaram a jogar água no cão, mas nada aconteceu. Foi aí que uma moradora do bairro chegou com uma arma de choque que entregou para a testemunha. Ele deu cerca de três choques no animal, que finalmente largou a menina, já bastante ferida.


Cachorro foi recolhido e levado para o Centro de Controle de Zoonoses | Foto: Diário de Uberlândia 

 

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar (PM) foram acionados. A criança foi levada para a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Pampulha, onde sofreu duas paradas cardiorrespiratórias, mas foi reanimada. 

 

Devido à gravidade dos ferimentos, a menina precisou ser encaminhada ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), mas não resistiu e faleceu. De acordo com informações da PM, ela sofreu esmagamento craniano com perda de massa encefálica.

 

Segundo informações também apuradas pela PM, o cachorro é dócil e convive normalmente com os moradores da casa, incluindo a criança. O animal foi recolhido e encaminhado para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), onde deve ficar em observação por 10 dias para depois a família decidir se permanecerá com o animal ou o colocará para adoção.
 

A avó da menina foi encaminhada à UAI Tibery em estado de choque emocional. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »