08/08/2019 às 18h08min - Atualizada em 08/08/2019 às 18h36min

Aplicativo é lançado para acompanhar fluxo de atendimentos nas UAIs

Recurso também divulgará informações de ações e campanhas realizadas em Uberlândia pela Secretaria Municipal de Saúde

SÍLVIO AZEVEDO
App gratuito está disponível para sistema operacional Android a partir desta sexta (9) | Foto: Valter de Paula/Secom/PMU
A Prefeitura de Uberlândia lançou o aplicativo “Uberlândia + Saúde” que permitirá que a população tenha informações sobre os serviços de saúde do município, entre eles a verificação do fluxo de atendimento dos prontos-socorros das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) de Uberlândia. Inicialmente, o app estará disponível apenas para os aparelhos com sistema operacional Android e pode ser baixado a partir desta sexta-feira (9) na loja de aplicativos de celulares.

A ferramenta estará interligada com o programa de gestão online de prontuário dos pacientes da rede municipal, o Fast Medic. Uma vez feita a marcação de consultas ou exames nas unidades de saúde, automaticamente as informações serão inseridas no aplicativo.

De acordo com o assessor da Secretaria Municipal de Saúde, Cláuber Lourenço, o aplicativo foi criado para facilitar o acesso das pessoas aos serviços oferecidos pela Prefeitura, mas a marcação de consultas e exames será implementada posteriormente. “Nesse momento nossa intenção é que as pessoas tenham maior visibilidade do fluxo dentro das unidades de saúde. As UAIs em alguns momentos estão com lotação maior que outras. Com isso, a população vai ter acesso através do aplicativo a qual UAI está mais tranquila em determinado momento”, explicou Cláuber.

Outro objetivo da prefeitura, segundo o assessor, é diminuir o número de faltas nas consultas e exames. “Provavelmente as pessoas se esquecem. O aplicativo vai lembrar essas pessoas quatro dias antes e na véspera. Estamos com uma expectativa grande que vamos perder menos exames. A pessoa não indo no dia, outro paciente deixou de ser atendido. Isso é tão significativo que, de janeiro até julho, mais de 25 mil exames deixaram de ser feitos por falta”.

Outra funcionalidade do aplicativo é o recebimento de informações de ações e campanhas realizadas pela Secretaria de Saúde através do campo de notícias. A ferramenta está disponível para o sistema operacional Android e a expectativa é que o recurso também seja disponibilizado em breve para o sistema iOS.  

CONASS
No mesmo evento para lançamento do app gratuito, na tarde desta quinta (8), a Prefeitura de Uberlândia e Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) assinaram um termo de compromisso para a criação de um Centro Colaborador na cidade. Esses centros têm o propósito de fortalecer e ampliar a cooperação técnica entre estados e municípios, facilitando informações e serviços, além de estimular e apoiar o treinamento e a pesquisa.

Segundo do secretário executivo do Conass, Jurandir Furtuoso Silva, Uberlândia se torna referência e se compromete a receber gestores de saúde de outras localidades para conhecer o funcionamento do sistema de saúde. 

“Os municípios que recebem os projetos do Conass têm o compromisso com a gente. Na planificação, a gente tinha a certeza que aqui havia a cultura necessária para que isso acontecesse. Fechamos o termo de compromisso de um setor colaborador onde, os outros gestores estaduais e municipais poderão vir e saber na prática como isso se efetiva e poder implementar nos seus estados ou municípios”, disse.

Uma das linhas específicas de trabalhos da parceria será a saúde do idoso. “É uma demanda enorme, que cresce todo dia. O Brasil está envelhecendo rapidamente em poucos anos e a expectativa é que teremos uma população de 60 milhões de idosos. O que o país está pensando para essas pessoas? Como está a linha de cuidado para esses idosos? Como são tratados? Essa é a descoberta que temos que fazer aqui, aplicar na prática e efetivar o modelo para que seja consolidado e levado para outras unidades da federação”, afirmou Jurandir.

O Conass é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos criada para fortalecer as secretarias estaduais de saúde, tornando-as mais participativas na reconstrução do setor saúde.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »