01/08/2019 às 16h27min - Atualizada em 01/08/2019 às 16h27min

Políticos de Uberlândia e Uberaba discutem futuro do gasoduto na região

Encontro aconteceu nesta quarta (31); no dia 5 de agosto será discutida a possibilidade de uma audiência pública na ALMG

DA REDAÇÃO
Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação e da Câmara Municipal de Uberaba também participaram | Foto: Divulgação
O presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, vereador Hélio Ferraz – Baiano, se reuniu nesta quarta-feira (31) com o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, para discutir sobre o projeto do gasoduto e a possibilidade da obra chegar até Uberlândia. O encontro também contou com a presença do deputado estadual Heli Andrade, do presidente da diretoria da Câmara de Comércio e Indústria Brasil/Moçambique, Sinfrônio Júnior, entre outros representantes.
 
De acordo com o deputado Heli Grilo, ficou decidido que será realizada uma reunião na próxima terça-feira (5), em Belo Horizonte, para agendar uma audiência pública para discutir a situação.
 
“Vamos nos reunir com o líder do bloco libertário Cássio Soares e com o presidente da Comissão de Energia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Rafael Martins, para viabilizar a audiência. É preciso mostrar a importância deste feito para a região, além do mais, o consumo de Uberaba e Uberlândia são as maiores do que as existentes no restante do estado, o que comprova a viabilidade da obra”, reforçou ele.
 
Para a audiência serão convidadas autoridades ligadas a setores envolvidos diretamente com o gasoduto, como a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), dentre outros.
 
O prefeito de Uberaba apoia a sensibilização em promover o encontro e acredita que terá um forte impacto para o futuro do projeto. Ele confirmou presença na audiência e estenderá o convite para representantes de entidades locais e outros interessados.
 
Baiano também ressalta sobre a importância da união entre os gestores públicos em prol do crescimento da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e sobre a possibilidade de uma parceria público privada. “É fundamental, é um casamento, pois não temos como separar esse desafio, então fica desde já convocadas todas as entidades público privadas para que possamos alcançar esta grande vitória”, finalizou ele.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »