15/07/2019 às 11h49min - Atualizada em 15/07/2019 às 16h18min

Campanha de vacinação antirrábica é cancelada em Uberlândia

Anúncio ocorreu no Centro de Controle de Zoonoses; fornecedor do Ministério da Saúde teve dificuldade na produção das doses da vacina

VINÍCIUS LEMOS
Vacinação segue normal na zona rural da cidade até o dia 26 | Foto: Vinícius Lemos

A campanha de vacinação antirrábica em 2019 na zona urbana de Uberlândia foi cancelada depois que a Superintendência Regional de Saúde (SRS) informou não ser possível entregar as doses da vacina. O motivo é que o fornecedor do Ministério da Saúde teve dificuldade de produção das doses. Portanto, aproximadamente 86 mil cães e gatos em Uberlândia não serão imunizados contra a raiva. A vacinação na zona rural do Município, entretanto, segue até o dia 26 deste mês.

O anúncio da suspensão da vacinação contra raiva no Município aconteceu na manhã desta segunda-feira (15), no Centro de Controle de Zoonoses. De acordo com coordenador da unidade, Adalberto Pajuaba, no dia 3 de julho o Ministério da Saúde emitiu uma nota que informava que o laboratório produtor da vacina antirrábica havia atrasado o cronograma de entrega do produto, passando a data para novembro deste ano, o que inviabilizaria a campanha de vacinação em agosto. Assim, o Governo Federal não teria o número suficiente de vacinas para repassar ao Estado de Minas Gerais, que por meio da SRS distribuiria aos municípios.

Uberlândia precisaria de 90 mil doses para a vacinação urbana. “[Com a indisponibilidade] corremos atrás e consultamos laboratórios e fornecedores para a compra feita pela própria Prefeitura, mas não existe disponibilidade imediata no mercado para tantas doses”, afirmou Pajuaba. Ainda segundo ele, os fornecedores precisariam de um tempo grande para fabricação e não foi possível nem conseguir o orçamento para saber quanto a Prefeitura gastaria com a possível compra.

Com o volume de medicação existente nos estoques do Ministério da Saúde, apenas locais considerados prioritários no combate à raiva receberão as vacinas, como distritos de fronteira com a Bolívia nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre. Todos os municípios do Maranhão, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí também receberão doses da vacina antirrábica.
 
PREOCUPAÇÃO 
Há 32 anos a doença não é detectada em animais domésticos em Uberlândia, por isso a falta da vacina preocupa o Centro de Controle de Zoonoses com a possibilidade de retorno do vírus. “Sem a vacina, para prevenção é possível manter animais em casa e evitar aglomerações de cães e gatos. E uma coisa muito importante: achou um morcego em situação anormal, como caído no chão ou voando durante o dia, comunique com o CCZ no telefone 3213-1470, que a nossa equipe vá até o local recolher o morcego”, explicou Pajuaba. Morcegos mortos são indicativo da circulação do vírus.

Essa será a terceira vez que Uberlândia fica sem vacinar cães e gatos nos últimos anos. Pelo mesmo motivo de dificuldade de conseguir doses junto aos fornecedores, tanto na cidade quanto em áreas rurais, os animais ficaram sem imunização nos anos de 2011 e 2014.

Vacinação na zona rural segue normalmente
A vacinação na zona rural de Uberlândia não foi afetada pelo cancelamento da campanha na cidade. A imunização de cães e gatos que havia começado no dia 24 de junho segue até 24 de julho e o objetivo é vacinar 12 mil animais fora da zona urbana. Até agora 10 mil deles receberam doses nas propriedades rurais do Município.

Informações do CCZ apontam que Uberlândia tinha 6 mil doses e outras 10 mil chegaram para a campanha na zona rural. Ou seja, Uberlândia ainda ficaria com um estoque de 4 mil doses, mas essas vacinas não poderiam ser utilizadas para uma eventual campanha urbana. Esse excedente serve para vacinação de cães e gatos em qualquer parte do Município numa ação de bloqueio quando outros animais são encontrados mortos e é detectado o vírus da raiva.

Em 2019, três morcegos na zona urbana e um cavalo na zona rural morreram em decorrência da raiva animal. Novas vacinações aconteceram na região onde eles foram encontrados.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »