02/07/2019 às 08h00min - Atualizada em 02/07/2019 às 08h00min

Licitação da iluminação pública sai em agosto em Uberlândia

Contrato será de duas décadas e investimento é de R$ 640 milhões

MARIELY DALMÔNICA
Reunião foi realizada entre Odelmo Leão e vereadores da cidade | Foto: Cleiton Borges/Secom/PMU

 
O edital de licitação para a primeira Parceria Público-Privada (PPP) de Uberlândia, que tem o objetivo de mudar a infraestrutura da rede de iluminação pública do Município e instalar luminárias de LED em todos os postes da cidade, deve ser publicado no início de agosto. O contrato será de duas décadas e o investimento é de R$ 640 milhões.

O Projeto de Lei do Executivo relativo à iluminação pública foi aprovado na Câmara Municipal em dezembro do ano passado, mesmo após uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPE).

A Consulta Pública para o projeto foi liberada na tarde de ontem durante uma reunião entre o prefeito Odelmo Leão e alguns vereadores, e o período para que a população envie sugestões e dúvidas terá duração de um mês.

De acordo com o prefeito, a licitação pública será divulgada no início do próximo mês e terá um prazo de 60 dias. “Em meados de outubro já teremos o vencedor, para dar início às nossas operações. Todos vão ganhar com essas mudanças, principalmente a segurança pública”, afirmou Leão. Ainda segundo o prefeito, as alterações não impactarão a conta de energia paga pelos consumidores. 

Atualmente, o município conta com 87 mil lâmpadas e quase 90% delas possuem vapor de sódio, substância poluente para a cidade segundo o procurador do Município e responsável pelo grupo de trabalho, José Júnior Alves. Além da troca dessas luminárias já existentes, o contrato também prevê a ampliação de pelo menos 1.300 novos postes em locais estratégicos, como ruas onde tem maior índice de criminalidade e onde o fluxo de carros é alto, mas ainda não há iluminação. 

De acordo com o procurador, com a troca das lâmpadas, a diminuição no custo de manutenção será de 58% ao mês. “Vamos fazer uma recontagem dos pontos de iluminação pública, todos serão georreferenciados, e a partir dessa base de dados vamos ter um controle muito mais eficiente, vamos fazer projetos mais dinâmicos e com um custo muito menor”, disse Alves. 

Com o novo projeto, todas as luminárias de Uberlândia serão controladas por um sistema remoto, e haverá um controle do fluxo. Segundo o procurador, as luzes de alguns postes poderão ser desligadas em determinado horário da noite, por exemplo. 

Além disso, 12 locais históricos da cidade receberão uma iluminação de destaque. A Casa da Cultura, a Câmara Municipal, a Igreja do Rosário e o futuro Centro Municipal de Cultura (antigo Fórum) estão entre eles.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »