28/06/2019 às 09h46min - Atualizada em 28/06/2019 às 09h46min

Psicopedagoga cria Escola de Pais em Uberlândia

Segundo Paschoalick, encontros têm o objetivo de capacitar pais e professores para liderarem filhos ou alunos de 0 a 21 anos

MARIELY DALMÔNICA
Paschoalick explica que trabalho focado no aprendizado fala sobre como fortalecer a estrutura psíquica da autoestima | Foto: Mariely Dalmônica
Desde que era jovem, a psicopedagoga e coach Ely Paschoalick trabalhou na área da educação. Seu primeiro emprego foi com menores abandonados, mas logo ela entrou em uma escola particular em São Paulo, local em que aplicava uma metodologia diferente do que estamos acostumados, o método montessoriano, que estimula o aluno sem limitar a criatividade dele.

Depois de 40 anos de experiência, Paschoalick segue trabalhando com o método, mas agora, além de trabalhar com crianças e adolescentes, também foca com adultos e famílias. Na década de 90, a coach passou a trabalhar com a metodologia dos 4 Ps da educação, que compreendem proteção, permissão, potência e punição.

Esse método se transformou em um livro, publicado em 1999, e fez com que Paschoalick fosse convidada a ministrar diversas palestras em Uberlândia, e também fora da cidade, nos últimos anos. Depois de algum tempo abordando a teoria, a psicopedagoga decidiu criar um kit Escola de Pais, que foi disponibilizado para professores e escolas em diferentes cidades, e até fora do Brasil, em Portugal.

Neste ano, Paschoalick decidiu criar a própria Escola de Pais em Uberlândia, para capacitar mães, pais e professores que estão com alguma dificuldade, ou têm apenas curiosidade no assunto, com filhos ou alunos de zero a 21 anos. O trabalho, focado no aprendizado, fala sobre como fortalecer a estrutura psíquica da autoestima, segundo a coach.

“Eu chamei o projeto inicial de ‘Liderando meus herdeiros’ porque o foco é esse. Tanto ensinar a regravar a autoestima, quanto entender o equilíbrio dos quatro Ps. Uma reflexão de como [o participante] foi educado e a maneira como ele está educando”, disse Paschoalick.

Ainda de acordo com a coach, ao longo dos encontros, os pais são auxiliados a colaborarem com prevenção e cura emocional frente a maus costumes e maus comportamentos. “Trabalho muito com exemplos de comportamentos que envolvem outros comportamentos inadequados, como a questão de castigo, de bater ou não bater. Muitas vezes, a família consegue resolver o problema em poucos encontros, mas se o pai tem um filho que necessita das minhas orientações, a gente vai para o escritório”, disse.

METODOLOGIA
Além dos pais e professores, os encontros são frequentados por conselheiros familiares, pais, avós, padrinhos, casais e líderes organizacionais, segundo a coach. “A turma que começamos nesta semana tinha advogada, psicólogas, professoras, jornalista. A Escola de Pais que eu estou trabalhando tem o diferencial de ser aberta ao público com inscrição individual, em dupla ou em família”, afirmou Paschoalick.

De acordo com a coach, além de refletir sobre proteção, permissão, potência e punição nas relações afetivas do lar e dentro da sala de aula, os encontros auxiliarão em mudanças comportamentais, como o hábito de roer unha, comer em excesso, ser desorganizado, ser preguiçoso, ou até mesmo vícios mais sérios, como uso de drogas, e automutilação.
 
SERVIÇO
O coaching “Liderando meus herdeiros” será dividido em cinco encontros de três horas cada um. Três turmas semanais foram disponibilizadas por Paschoalick. A primeira se reúne nas quartas-feiras, das 19h às 22h, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), na avenida Rondon Pacheco, 890. A segunda turma acontece aos sábados, das 9h às 12h, e a terceira, nas quintas-feiras, das 19h às 22h, ambas no consultório da coach, que fica na rua 29 de Outubro, 167, no bairro Copacabana.
 
MATRÍCULAS
R$ 400 para uma pessoa
R$ 500 para dois familiares, dois professores da mesma escola ou dois alunos da mesma faculdade
R$ 150 a mais para cada membro da mesma família que deseja estar presente
Quem tiver interesse pode entrar em contato pelos telefones: 99200-3136 ou 99923-3308

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »