22/06/2019 às 09h40min - Atualizada em 22/06/2019 às 09h40min

Pais criam projeto para incentivar cultura e sustentabilidade entre crianças em Uberlândia

Objetivo é explicar sobre a importância do consumo equilibrado; evento oferecerá oficinas recreativas e feira de troca de livros

BRUNA MERLIN
Sophia de sete anos é acostumada a fazer doações e trocar os celulares por livros | Foto: Arquivo Pessoal
Equipamentos como computadores, celulares e tablets se tornaram sinônimos de diversão para crianças ao compasso que também passaram a afastar as novas gerações de brincadeiras simples como pique-esconde e amarelinha. Com o objetivo de tentar amenizar a rápida inserção dos filhos no mundo digital, um grupo de pais e mães de Uberlândia criaram um projeto que incentiva o lazer em parques da cidade, o Escambinho no Parque. 

A analista de marketing Érica Gomes Araújo tem uma filha de sete anos que adora jogos online e assistir a vídeos no Youtube. A mãe tenta equilibrar a rotina da pequena com brincadeiras ao ar livre para que ela interaja com outras crianças e aprenda a conviver em sociedade.  

“No fim do ano passado, eu comentei com o meu marido que a Sophia ainda não sabia andar de bicicleta e me senti mal por isso. Então tomei a iniciativa de levá-la para parques e mostrar outras brincadeiras além de jogos de computador”, explicou Érica. 

Para a professora universitária e uma das criadoras do projeto Escambinho no Parque, Vanessa Martins Fayad Milken, 42 anos, essa falta de interesse das crianças por brincadeiras de recreação é um reflexo da sociedade que vem se construindo há alguns anos. 

“Hoje em dia, muitos pais têm uma extensa carga de trabalho e por não conseguir dar atenção aos filhos, eles optam por oferecer celulares para distrair os mesmos. Além disso, as residências ficaram menores e mais fechadas e o hábito de se brincar no quintal ou na calçada de casa foi se perdendo”, ressaltou ela. 

Vanessa também acredita que o incentivo à leitura pode ser um bom caminho para distrair os pequenos das telas digitais. “Eu tenho um filho de oito anos e desde pequeno eu leio com ele e mostro o quanto é importante aprender com os livros para despertar a criatividade e a alfabetização. Hoje ele tem uma biblioteca só dele com mais de 100 títulos”, finalizou. 

ESCAMBINHO NO PARQUE 
A primeira edição do evento criado pela Vanessa e outros pais da cidade veio justamente para tentar diminuir a incidência das crianças no meio virtual e incentivar a troca de livros e brinquedos. 

“Queremos ensinar aos nossos filhos a importância de oferecer algo a quem mais necessita. Sendo assim, as crianças irão separar seus livros e brinquedos e expor na feira sem nenhum intermédio do adulto. Nossa ideia é trazer a discussão do consumo em excesso, da sustentabilidade e da troca”, explicou Vanessa Milken. 

Esse lema também é exercido na casa da Érica Gomes com a sua filha. Segundo ela, a pequena Sophia já tem autonomia para escolher o que quer doar e faz isso regularmente. “Achei de uma importância extrema ensiná-la essa solidariedade. Às vezes ela ganha tanta coisa em datas comemorativas e muitas pessoas não têm essa oportunidade, então ela mesma já se propõe a fazer doações”, ressaltou a analista. 

Oficinas recreativas também serão oferecidas para as crianças que participarem do projeto. Aulas de bateria, desenho e uma excursão guiada por um monitor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para falar sobre o sistema solar fazem parte da programação. 

O publicitário, Hugo Oliveira de 33 anos, participará do evento e dará oficinas de desenhos e produção de histórias em quadrinhos. “Eu trabalho com crianças de ONGs da cidade há seis anos com o projeto ‘Desenha que Melhora’. Minha missão é incentivar a criatividade delas e elas ficam muito feliz em poder participar disso e em mostrar o mundo delas no papel”, afirmou ele. 

As crianças interessadas em participar da oficina de desenho podem levar seus materiais próprios como caderno e lápis de cores.  

O projeto será realizado no dia 29 de junho, no Parque Gávea, das 14h às 17h. O evento é aberto à população. Mais informações podem ser obtidas no Instagram do Escambinho no Parque.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »