04/06/2019 às 15h48min - Atualizada em 04/06/2019 às 15h48min

Uberlândia registra mais 2 mil casos prováveis de dengue

Incidência na cidade segue muito alta, segundo o Boletim Epidemiológico; estado continua em alerta para doença

DA REDAÇÃO
Mais 2.353 casos possíveis de dengue foram computados em Uberlândia, nesta segunda-feira (3). Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, a incidência da doença na cidade ainda segue muito alta. O relatório também revelou os resultados da febre chikungunya e zika vírus no município.

Em 2019, até o momento, Minas Gerais registrou 372.163 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue, sendo 30.550 registros a mais do que o divulgado na última semana. As confirmações de óbitos saíram de 65 para 67. O estado está em alerta devido às doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti. 

Uberlândia continua sendo a cidade com maior número de mortes computados por dengue. A cidade já registrou 14 óbitos e registra a incidência de 5.883,32 para cada 100 mil habitantes. 

Veja os resultados de outros municípios: Arcos (1), Belo Horizonte (11), Betim (11), Contagem (2), Curvelo (1), Frutal (2), Ibirité (1), João Monlevade (1), João Pinheiro (4), Juiz de Fora (2), Lagoa da Prata (1), Martinho Campos (1), Monte Carmelo (1), Paracatu (1), Passos (2), Patos de Minas (1), Rio Paranaíba (1), Sacramento (1), São Gonçalo do Pará (1), São Gotardo (1), Uberaba (2), Uberlândia (14) e Unaí (2), Vazante (2). 

CHIKUNGUNYA
Em relação à febre chikungunya, Minas Gerais registrou 2.179 casos prováveis da doença em 2019. Até o momento, não houve registro de óbitos da doença.

Segundo o Boletim Epidemiológico, Uberlândia não registrou nenhum caso provável da febre até esta segunda-feira (3).

ZIKA
Já em relação ao zika vírus, foram registrados 1.004 casos prováveis da doença em 2019. Também não houve registro de óbitos em Minas Gerais. Em Uberlândia também não foram registrados casos prováveis da doença, de acordo com o boletim.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »