28/05/2019 às 19h24min - Atualizada em 28/05/2019 às 19h24min

Estado confirma mais cinco mortes por dengue em Uberlândia

Número de casos mais que dobrou desde o último boletim e ultrapassa os 37 mil

DA REDAÇÃO
Apesar do período chuvoso ter ficado para trás, a epidemia de dengue em Uberlândia continua em trajetória ascendente. Novo Boletim Epidemiológico de Monitoramento das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, divulgado ontem pela Secretaria de Estado de Saúde, confirmou mais cinco mortes por dengue em Uberlândia, elevando o número de óbitos de 9 (até a semana passada) para 14. O número de casos suspeitos da doença mais que dobrou desde o último boletim, passando de 17.853 para 37.848.

Em 2019, até o momento, Minas Gerais registrou 341.603 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue, além da confirmação de 65 óbitos. Uberlândia é a cidade com mais número de mortos computados. Os outros registros foram em Arcos (1), Belo Horizonte (9), Betim (11), Contagem (2), Curvelo (1), Frutal (2), Ibirité (1), João Monlevade (1), João Pinheiro (4), Juiz de Fora (2), Lagoa da Prata (1), Martinho Campos (1), Monte Carmelo (1), Paracatu (1), Passos (2), Patos de Minas (1), Rio Paranaíba (1), Sacramento (1), São Gonçalo do Pará (1), São Gotardo (1), Uberaba (2), Unaí (2) e Vazante (2). Há ainda outros 113 óbitos em investigação para dengue no Estado.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Uberlândia esclareceu que as mortes registradas no último Boletim Epidemiológico não se referem a casos recentes. “As notificações registradas correspondem a meses anteriores, devido a um processo de atualização de dados pendentes no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan)”, diz.

A Secretaria reforça que os trabalhos de combate e prevenção continuam, com mais de 400 agentes atuando em diversas frentes, como o uso de termonebulizadores, a instalação de armadilhas para captura de larvas, o recolhimento de possíveis criadouros, como pneus, o bloqueio de imóveis que ficam ao lado de casos suspeitos e a atuação em residências cujos moradores são portadores de acumulação compulsiva. Outros 215 agentes foram convocados e devem reforçar as equipes do Centro de Controle de Zoonoses em breve.
 
VERBA 
No mesmo dia em que divulgou novos casos da dengue em Minas, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) publicou resolução que libera R$ 2,380 milhões para apoio a 72 municípios no controle do Aedes. Os valores serão transferidos em parcela única, do Fundo Estadual de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde, e variam conforme a população de cada município, podendo ser de R$ 20 mil a R$ 400 mil. Na região, serão agraciados os municípios de Araporã, Iraí de Minas, Iturama e União de Minas.

Entre as atividades que poderão ser realizadas estão a contratação de agentes de controle de endemias, capacitações para profissionais na assistência hospitalar, confecção e reprodução de material gráfico informativo, aquisição de material de apoio para ações de mobilização, além de mutirões de limpeza de áreas prioritárias.

A SES adotou como estratégia a destinação de recursos para os municípios com alta ou muito alta incidência de dengue, para tentar evitar a ocorrência de óbitos. Dessa forma, a previsão é que até o dia 30 de junho os municípios com alta incidência serão contemplados em resoluções com incentivo financeiro complementar, por meio de resolução específica.

Para ter acesso ao incentivo financeiro, cada município deve assinar Termo de Compromisso no Sistema de Gerenciamento de Resoluções Estaduais de Saúde.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »