07/05/2019 às 17h34min - Atualizada em 07/05/2019 às 17h34min

Acidentes mataram 111 pessoas no último ano em Uberlândia

Número é superior ao de vítimas de homicídios e outros crimes violentos

MARIELY DALMÔNICA
Acidentes de trânsito geraram 2,8 mil indenizações no último ano em Uberlândia | Foto: Diário de Uberlândia/Arquivo
Cento e onze pessoas morreram em acidentes de trânsito, no ano passado, em Uberlândia. Os dados são da Seguradora Líder, administradora do Seguro Dpvat, que indenizou 2.888 vítimas de colisões na cidade. Além das mortes, 2.076 pessoas receberam indenização por invalidez e 701 tiveram reembolso de despesas médicas, também conhecido como Dams.

De acordo com a Líder, que fez um levantamento em nove estados brasileiros com ajuda de dados das Secretarias Estaduais de Segurança Pública (Sesp), no ano passado, o trânsito vitimou mais pessoas do que os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Em Minas Gerais, 3.234 óbitos por crimes violentos foram registrados, enquanto 4.127 sinistros foram pagos por acidentes fatais no trânsito. O estado ficou atrás apenas de São Paulo, que registrou 3.464 óbitos por crimes violentos e 5.462 mortes de motoristas, passageiros e pedestres.

Em Uberlândia, a realidade foi semelhante à do estado. Segundo a Sesp, foram registrados 61 homicídios na cidade, número 45% menor do que o de óbitos por acidentes de trânsito. Ainda de acordo com o levantamento, as motocicletas estiveram presentes entre os veículos com maior participação nos acidentes fatais no último ano.

O Dpvat é um seguro obrigatório que protege motoristas, passageiros e pedestres em casos de acidentes de trânsito. O seguro oferece três tipos de coberturas: no caso de morte ou invalidez permanente, o valor é de R$ 13,5 mil. Em situações de reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde, a quantia é de até R$ 2,7 mil. 
 
QUEDA
Mesmo com o cenário atual, o número de acidentes de trânsito diminuiu de 2017 para 2018. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), essa redução foi de 8%. Em 2018, foram registrados 69.114 acidentes de trânsito nas rodovias federais de todo o País, sendo que, deste total, 5.259 foram fatais. Já em 2017, foram informadas 89.547 ocorrências, com o óbito de 6.245 vítimas.
 
MAIO AMARELO
Realizada neste mês, a campanha “Maio Amarelo” chama a atenção dos motoristas para o alto índice de mortes e feridos no trânsito. Em Uberlândia, estão previstas ações de conscientização até o dia 24.

Para esta semana estão programadas blitze educativas em vários pontos da cidade, a serem realizadas na sexta-feira (10) por policiais militares e agentes da Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran). Também estão previstas palestras em empresas da cidade, trabalhando temas como educação e segurança no trânsito e direção defensiva.

“Pensamos uma programação para levar bastante informação a toda população. O tema da campanha, ‘No trânsito, o sentido é a vida’, também mostra a importância de debater e promover ações para que tenhamos um trânsito mais seguro para todos, sejam pedestres, ciclistas ou motoristas. Todos devem ter a consciência de que bons atos salvam vidas no trânsito”, explicou o secretário da Settran, Divonei Gonçalves.

As empresas interessadas em contar com as palestras sobre educação no trânsito ou escolas interessadas em levar os alunos para a Transitolândia devem entrar em contato a Settran pelo número 3230-7406.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »