30/04/2019 às 08h22min - Atualizada em 30/04/2019 às 08h22min

Uberlândia tem o maior número de óbitos por dengue em MG

Oito mortes foram confirmadas pela Secretaria Estadual de Saúde; ainda há 5 em investigação

MARIELY DALMÔNICA E NÚBIA MOTA
Salas de hidratação ainda estão em funcionamento nas UAIs do Planalto, Luizote e Roosevelt (Cleiton Borges/Secom/PMU)
Segundo o mais recente Boletim Epidemiológico divulgado ontem pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 21 óbitos por dengue foram confirmados no estado, dos quais oito foram registrados em Uberlândia. Os outros municípios que também tiveram mortes confirmadas foram Betim, com sete óbitos, Unaí com dois, Arcos, Frutal, Ibirité e Paracatu com um registro de óbito cada. Em todo o estado ainda há 66 mortes em investigação para dengue, cinco delas registradas em Uberlândia.

Até a última semana, apenas dois casos de óbito haviam sido confirmados em Uberlândia. A primeira morte por dengue no município foi divulgada no dia 28 de fevereiro, a vítima foi uma mulher de 40 anos. A segunda morte, de uma idosa de 88 anos, foi registrada no dia 3 de abril.

Os últimos seis óbitos, confirmados ontem, ainda não tiveram informações como sexo e idade divulgadas. Segundo Clauber Lourenço, assessor técnico da Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura está aguardando o envio dos dados por parte do Estado. “Todos os óbitos em investigação são notificados ao Estado primeiro, mas eles ainda não nos enviaram quais efetivamente deram positivo”, afirmou.

Ainda segundo Lourenço, as mortes confirmadas foram notificadas há algum tempo, e em breve, novos casos de óbito por dengue devem ser confirmados pelo Estado e pelo Município.

Em 2018 nenhum óbito por dengue foi registrado em Uberlândia. Em todo o estado, 12 mortes foram confirmadas ao longo do ano. Os registros foram feitos nos municípios de Araújos, Arcos, Conceição do Pará, Contagem, Ituiutaba, Lagoa da Prata, Moema, Montes Claros, Passos e Uberaba.

O Boletim Epidemiológico também informou que Uberlândia já registrou 12.272 casos suspeitos da doença em 2019. De acordo com o assessor técnico, a doença é um problema nacional. “O País todo está sofrendo com a chegada do vírus tipo 2 e com o clima. Estamos mantendo as salas de hidratação abertas nas 3 UAIs (Roosevelt, Luizote e Planalto), o Exército nos ajudou com algumas ações, como limpeza de bairro e recolhimento de pneus. Mas nada disso é eficaz se a população não nos ajudar”, disse.
 
CLIMA
Maio começa amanhã, acompanhado de temperaturas mais baixas e estiagem. O período de chuva na região do Triângulo Mineiro deve encerrar até o fim da primeira quinzena do novo mês, com a expectativa de uma redução no número de casos de dengue em Uberlândia. Mas ainda é importante ter cuidado, pois os focos do mosquito Aedes Aegypt podem ficar ativos entre 15 e 20 dias até a água secar por completo.

De acordo com o professor de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Paulo Cezar Mendes, como a cidade decretou estado de epidemia de dengue e, consequentemente, o vírus está circulando em maior quantidade, há a possibilidade de que mais pessoas sejam infectadas, mesmo com o fim do período chuvoso.

“Muitos criadouros que foram formados durante o período chuvoso vão continuar ativos. Essas larvas que estão nesses ambientes ainda tendem a eclodir e causar alguns danos à saúde da população, com riscos de novos casos de dengue. Não tem ninguém a salvo. Mas devem diminuir os casos, porque o mosquito precisa de temperaturas mais elevadas e umidade e a partir de maio, a temperatura cai e coincide com o término do período chuvoso”, afirmou o professor.

Além da população manter a vistoria no quintal de casa para eliminar a água acumulada sobre lajes, calhas, tanques, pratinhos de vasos de planta, evitando novas infecções de dengue mesmo na estiagem, o especialista em climatologia alerta ainda para as outras doenças sazonais que iniciam com o inverno, como a influenza, caxumba, rubéola, sarampo e catapora, também conhecida como varicela, todas prevenidas com vacina.
 
CAMPANHA
 
Até o dia 31 de maio, segue a Campanha Nacional contra a Gripe em todas as 73 salas de vacinação das unidades de saúde de Uberlândia, com horário estendido, até às 20h, nas Unidades de Atendimento Básico (UAIs), com exceção do Morumbi e São Jorge. No próximo sábado (4), é Dia D, com atendimento das 8h às 17h.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »