25/04/2019 às 09h00min - Atualizada em 25/04/2019 às 10h09min

Novo hospital universitário irá abrir mais de 270 leitos para a região do Triângulo Mineiro

Início das obras estão previstas para o próximo mês em Araguari; unidade poderá reduzir demandas do HC-UFU

VINÍCIUS LEMOS
Dos 270 leitos da unidade, 216 serão reservados a atendimentos via SUS | Foto: Divulgação
Um novo hospital universitário com mais de 270 leitos está previsto para ser entregue no início do segundo semestre de 2020 em Araguari. Ligada ao Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos (Imepac - Araguari), a promessa é que 80% dos leitos (216 no total) sejam reservados para atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa forma, o novo hospital tem potencial para ajudar nos atendimentos regionais e a reduzir a demanda de unidades como o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), hoje principal referência em média e alta complexidade no Triângulo Mineiro.

O valor da obra do novo hospital universitário será de R$ 70 milhões, o qual será custeado por recursos próprios do Imepac Araguari e também por meio de empréstimos. No cronograma, a execução do projeto deve começar em maio e se estenderá por 15 meses. O custeio do hospital será de aproximadamente R$ 6 milhões por mês, o que será suprido tanto por atendimentos do SUS quanto atendimentos particulares.

Dos 272 leitos, 220 serão reservados para o Sistema Único de Saúde e os demais 52 serão para atendimentos privados. Do total, 30 leitos serão de Terapia Intensiva (UTI), sendo 20 para adultos e 10 neonatais. O hospital não será de portas abertas e os casos serão encaminhados via Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também poderá dar entrada a pacientes da unidade, desde que esse seja uma ponderação da Regulação de Saúde ou um pedido do próprio Samu.

“O objetivo é atender Araguari e sua microrregião de Municípios”, afirmou o diretor executivo do Imepac, José Júlio Lafayette Rodrigues Pereira. Ele explicou também que os acertos entre o Ministério da Saúde e o Município de Araguari já estão em andamento.

OPÇÃO
O presidente do Consórcio Público de Saúde do Triângulo Mineiro (CISTM) e prefeito de Capinópolis, Cleidimar Zanotto, afirmou que já existem conversas entre a entidade e a diretoria do Imepac no intuito de utilização futura de serviços da unidade de saúde. “O hospital universitário tem intenção de fazer parceria em procedimentos em geral, como exames. Temos a intenção apalavrada, e com atendimento de preço competitivo e de qualidade podemos fazer o convênio”, disse.

Hoje, os 24 Municípios que formam o CISTM têm contratos com clínicas e outros hospitais para procedimentos de saúde. Zanotto ainda lembrou que se trata de mais uma opção e que não seria o caso de concentração de atendimentos no hospital a ser construído em Araguari.

Ainda em março, o diretor executivo do Imepac, José Júlio Lafayette Pereira, fez uma apresentação do projeto aos prefeitos ligados à Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba (Amvap). O hospital universitário, que tem como princípio a formação de profissionais de saúde, é o mais próximo do HC-UFU e isso ajudará a diminuir a concentração de atendimento complexos no hospital escola em Uberlândia. “Vai ajudar o Hospital de Clínicas da UFU, porque absorve demanda da região. Na verdade, é um mix de situações, pois vai ajudar na formação dos profissionais da Imepac ao mesmo tempo”, afirmou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »