18/04/2019 às 08h02min - Atualizada em 18/04/2019 às 08h02min

Preparação ajuda a gerar memórias afetivas

Empresária conta com os dois filhos para transformar a casa em processo colaborativo

ADREANA OLIVEIRA E IGOR MARTINS
Maria Laura, Ana Laura e Gabriel fazem juntos a montagem da mesa de Páscoa todos os anos (Adreana Oliveira)
A empresária Ana Laura Hueb tem uma rotina como da maioria das mulheres, cheia dos mais diversos compromissos com casa, trabalho, formação e mesmo assim tem o tempo sagrado para estar em família e principalmente, fornecer aos filhos, Gabriel, 3 anos, e Maria Laura, 10 anos, algo inestimável: memórias afetivas que vão perdurar por toda a vida. Por isso, o período de Páscoa para eles vai muito além dos ovos de chocolate. “Eles aprendem sobre o significado da Páscoa: renascimento”, afirmou ela.

Os visitantes que chegam na casa deles já são recepcionados com uma bela guirlanda de Páscoa na porta. A preparação começa sempre nas “Quartas-Feiras de Cinzas e envolve ela e os dois filhos em todo o processo. “Hoje em dia acabamos ficando menos tempo do que gostaríamos com nossos filhos. Nessa oportunidade, nós saímos juntos para comprar flores, escolher enfeites, retiramos os coelhos que já temos em casa das caixas e eles ficam super felizes em participar disso, o Gabriel Vibra”, contou Ana Laura.

Maria Laura afirma que ainda se encanta com esse processo, mas de uma maneira diferente da primeira infância. A menina gosta de cuidar do irmão e está sempre atenta aos passos dele e percebe o carinho da mãe nos preparativos. “Sinto que ela é uma boa mãe fazendo isso pra gente e com a gente. As amigas dela até já começaram a copiar a nossa mesa”, contou.

Na mesa há coelhos de pelúcia com quase 30 anos, presentes que Ana Laura ganhou dos pais, da madrinha, tem toras de madeira vindas da fazenda com corte certinho para fazer a morada da família dos coelhos. E ali tem mais de uma família Hueb, em diferentes versões. Gabriel fala sobre as primeiras coisas que colocou na mesa, e na ordem certinha: “flor, ovo e coelho”. Perguntado sobre o preferido, ele mostra um coelho caracterizado de lenhador, com uma cenoura na mão. “Este é ele”, explica Ana Laura, que também tem a versão dela, do marido, Leonardo e da filha Maria Laura.

“Mexer com o imaginário deles é muito bom, passar a importância das coisas simples, do compartilhar é importante nestes tempos em que os valores para as crianças têm sido tão invertidos”, disse a empresária. Maria Laura tem aprendido muito em casa e na escola. A repórter pede que ela deixe uma mensagem para as pessoas sobre o mundo em que quer viver. “Quero que as pessoas vivam em paz, sem violência”.

DECORAÇÃO

Do simples ao sofisticado, a magia pode ser criada

A cabeleireira Cida de Oliveira Freitas preza por decorações bonitas (Igor Martins)


A cabeleireira Maria Aparecida de Oliveira Freitas também adora enfeitar a casa na época de Páscoa, mesmo que, pelo menos no Brasil, essa não seja uma tradição para a maioria das famílias. “São duas datas que gosto muito: Natal e Páscoa”.

Cida, como é mais conhecida, começou com a decoração de Páscoa a aproximadamente oito anos, inspirando-se em algumas amigas que tinham esse costume. “Eu gosto de decoração bonita e fico enlouquecida com a Páscoa”, contou.

Mãe de dois filhos (um in memorian) e avó de dois netos, ela também coloca pegadas de coelhos pela casa para que as crianças façam a tradicional caça aos ovos. “Essa parte externa, por conta das condições climáticas, fazemos só no domingo”.

Os preparativos começaram pouco depois do Carnaval e Cida fica atenta, principalmente nas viagens, para trazer novidades para a mesa. “Essa montagem exige cuidado porque tem coisas baratas, caras, tudo depende da sua condição financeira, o importante é que qualquer um pode fazer isso”, afirmou ela enquanto mostra à reportagem coelhinhos decorativos vindos da Eslováquia, Chuaia, França. “Tudo tem uma história”.

O almoço de Páscoa já está garantido. No cardápio tem bacalhau, carne vermelha... mas o mais importante de tudo, segundo a cabeleireira, é ter toda a família reunida à mesa, celebrando uma oportunidade de deixar tudo que foi ruim para trás e se fortalecer nesse momento de renascer.
 
DICAS

Se você gostou desta reportagem e ficou interessado em também enfeitar a sua casa, temos dicas de nossas entrevistadas:

 
  • Envolva as crianças no processo
  • Opte por materiais reutilizáveis
  • Não deixe tudo para a última hora, comece depois do Carnaval
  • Fique atento aos coelhinhos que podem aparecer durante as viagens
  • Converse com os filhos sobre o significado da Páscoa
  • Incentive a participação dos filhos na montagem e manutenção da mesa até o Domingo de Páscoa
  • Não gaste mais do que o seu orçamento permite
  • Fotografe e eternize esse período em um álbum que fique disponível para toda a família

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »