12/03/2019 às 09h53min - Atualizada em 12/03/2019 às 09h53min

PM prende quadrilha suspeita de roubo e por acobertar crime em Uberlândia

Autores roubaram carro em Indianópolis e deixaram vítima amarrada no bairro Vila Marielza

IGOR MARTINS
A Polícia Militar (PM) prendeu, na noite desta segunda-feira (11), 5 pessoas suspeitas de roubo e acobertamento de crime em Uberlândia.
 
Em um patrulhamento realizado no bairro Dom Almir, a PM avistou um veículo estacionado na Avenida Solidariedade. A Polícia Militar informou que neste momento, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) havia acabado de informar via rádio sobre um roubo de um carro com placa de Canápolis (MG), roubado na cidade de Indianópolis (MG) e que estaria em Uberlândia, junto com a vítima do crime, que fora deixada no bairro Vila Marielza, na zona leste do município.

 Os policiais abordaram o condutor do automóvel e sua companheira. Perguntado ao motorista se o carro era de posse dele, o homem respondeu positivamente. Após consulta ao sistema do Copom, constatou-se que o automóvel estava registrado no nome do sogro da vítima que sofreu o roubo. Após comunicarem ao condutor que ele havia mentido, ele afirmou não ter nenhuma relação com o crime praticado em Indianópolis. Além disso, ele ainda informou aos militares sobre o paradeiro dos criminosos.

Dessa maneira, a guarnição militar foi até os endereços citados pelo homem, localizados no bairro Morumbi. No local, a PM encontrou um jovem de 23 anos e sua mulher, também 23. Eles foram questionados pelos PMs se eram os donos da casa, mas negaram. De acordo com a Polícia Militar, o rapaz ficou bastante nervoso e agitado. Ele tentou agredir os policiais e fugir duas vezes, mas foi impedido.
 
A PM realizou buscas na residência do casal e localizou 2 rádios HT’s, 4 vidros com “miguelitos” e 1 aparelho Jamner de 16 antenas, dispositivo que impede o rastreamento de carros.
 
Pouco tempo depois, a viatura militar avistou o possível dono do outro endereço citado pelo motorista do carro encontrado no bairro Dom Almir. Este carro havia sido descrito como o possível veículo utilizado no momento do roubo em Indianópolis.

O modelo de miguelitos encontrado na residência é o mesmo modelo dos encontrados pela PM no primeiro endereço. Além disso, os policiais encontraram 4 galões com defensivos agrícolas.
 
VÍTIMA
 
A vítima contou que estava fazendo compras em um mercadinho de Indianópolis. Quando saiu do local, um menino de aproximadamente 10 anos disse para que ela puxasse o seu carro um pouco para frente, já que o veículo do garoto, que estava logo atrás, “pegava só no tranco”. Após a vítima atender o pedido, dois homens a abordaram, sendo que um deles estava sob posse de um revólver. Segundo o Copom, eles anunciaram o assalto, deram coronhadas na cabeça da vítima e a jogaram dentro do veículo.  Enquanto um assumiu a direção do carro, o outro amarrou o indivíduo com fitas de supermercado. Durante o deslocamento, os criminosos fizeram várias ameaças, de acordo com a vítima.
 
Ela reconheceu os autores e os documentos da vitima foram encontrados dentro do veiculo e restituídos ao proprietário no local.

Constatou-se que as jovens acobertaram o crime e que o homem dentro do carro roubado localizado na Avenida Solidariedade era um comparsa e ajudava em vários outros crimes. Todos eles foram encaminhados à Delegacia.
 
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »