17/01/2019 às 08h14min - Atualizada em 17/01/2019 às 08h14min

Hospital Municipal oferece curso de doulas

FERNANDA PARANHOS
Desde 2014, a unidade de saúde pública tem o projeto de assistência às gestantes | Foto: Hismênia Keller/PMU
Estão abertas até o dia 1º de fevereiro as inscrições para o curso de formação em doula do Hospital Municipal de Uberlândia, com 25 vagas. O curso é gratuito e tem como público-alvo mulheres da comunidade, acima de 18 anos e que tenham até o ensino médio completo. O cronograma conta com aulas teóricas que começarão no dia 2 de fevereiro. A carga horária é de 15 meses. Para fazer a inscrição, as interessadas devem enviar mensagem para [email protected] ou ligar para o número (34) 99942-5323.

O Hospital Municipal recebe doulas voluntárias desde 2014, quando começou o projeto de assistência às gestantes com profissionais da cidade. A primeira fase durou um ano e contava com oito doulas. Em 2017, a convite do Municipal, a Associação Materna voltou a assumir os trabalhos voluntários na unidade e desde então conta com 11 doulas. Por ser um trabalho voluntário, a escala exigida é de um plantão mensal de 12h. Aquelas que têm disponibilidade podem se oferecer para demais plantões.

Foi diante deste cenário que surgiu a ideia de oferecer o curso, que também contará com estágios supervisionados no Hospital Municipal. Segundo a enfermeira obstetra Luana Rodrigues, que acompanha de perto o benefício do trabalho das doulas, um maior número de voluntárias tornaria possível ampliar o serviço oferecido às parturientes encaminhadas para o Municipal. “O objetivo [do curso] é receber mulheres da comunidade que tenham até ensino médio completo, mulheres que muitas vezes não tiveram oportunidade de trabalho, de ter uma formação”, afirmou Luana.

Após conclusão do curso, a doula estará devidamente formada, munida de um certificado e apta para investir na carreira, se desejado.

ATIVIDADE

As doulas são profissionais voltadas à assistência da mulher durante o parto. O trabalho visa oferecer à mulher mais conforto, alívio da dor e apoio emocional. As doulas não fazem nenhum tipo de procedimento médico e o acompanhamento, em casos particulares, pode acontecer no pré e no pós-parto. Em 2015 foi aprovada em Uberlândia a Lei Municipal 12.314/2015, que autoriza e incentiva o acompanhamento de doulas em qualquer unidade de saúde da cidade, pública ou privada. Um dos pilares da lei é a evidência reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de que as doulas beneficiam os trabalhos de parto.

“São profissionais que ajudam na diminuição de intervenções, no índice de cesarianas, no parto com analgesia farmacológica e colaboram muito com essa mulher em trabalho de parto”, disse Luana Rodrigues. Segundo a Secretaria de Saúde, em 2017 aconteceram 1.522 partos normais no Hospital Municipal, e em 2018, 1.661. No ano passado, 42 mulheres foram acompanhadas por doulas na unidade de saúde. Até hoje não há registro de alguma parturiente que tenha recusado a presença de uma voluntária. As doulas também podem acompanhar gestantes que passam por um parto cesárea.

Para Naíma Alves Silveira, coordenadora do projeto de doulas do Hospital Municipal, a receptividade das mulheres confirma o benefício do trabalho oferecido, mesmo para aquelas parturientes que não sabem do que se trata uma doula. “Aqui no plantão nós temos contato com elas em franco trabalho de parto então não dá pra sentar, explicar [o que faz uma doula]. A gente se apresenta e fala que está ali para ajudar. Elas estão com dor e aceitam. Quando vão sentindo a diferença no atendimento, na diminuição da dor, de imediato elas se envolvem, aceitam o que se propõe e é muito bacana”, disse Naíma.
 
SERVIÇO
 
Inscrição para curso de doulas
 
- Para mulheres acima dos 18 anos
- 25 vagas
- Necessário apresentar RG, CPF, foto 3x4, comprovante de endereço e de escolaridade
- Necessário ter ensino médio

Obs: o curso terá duração de 15 meses. Doulas formadas terão de fazer trabalho voluntário no Hospital Municipal por 1 ano
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »