03/01/2019 às 08h33min - Atualizada em 03/01/2019 às 08h33min

Estoque de sangue do Hemocentro está em baixa

IGOR MARTINS*
Paulo Paiva diz que 75% das coletas de sangue são feitas em pessoas que já doaram ao Hemocentro em outras oportunidades | Foto: Igor Martins
Chega o período das férias e as reservas de sangue do Hemocentro Regional de Uberlândia ficam em baixa. O número de doações cai e a demanda necessária para atender as solicitações de pacientes fica comprometida. Dessa maneira, a fundação Hemominas convoca toda a população local para doar e ajudar a repor o estoque na entidade.

Os grupos sanguíneos mais desabastecidos são os com RH negativos, em especial, o O negativo, de acordo com o coordenador do Hemocentro, Paulo Henrique Ribeiro Paiva. Segundo ele, além de ser o tipo de sangue mais difícil de ser encontrado, o O negativo é o mais utilizado em situações de emergência, já que pode ser infundido em qualquer pessoa sem que ocorra rejeição do organismo.

Paiva explica que o Hemocentro atende cerca de 97% das solicitações que chegam de hospitais públicos e privados de Uberlândia e de outras 17 cidades do Triângulo Mineiro. “Recebemos aproximadamente 2 mil doadores por mês no Hemocentro. Esse número cai em dezembro e janeiro por causa das festas”, disse.
Ainda segundo Paulo Henrique, de todas as doações feitas mensalmente no Hemocentro Regional de Uberlândia, 75% são de doadores de repetição, que participam do processo regularmente. É o caso da confeiteira Milena Nunes, que já até perdeu as contas de quantas vezes doou sangue. “Um dia eu posso precisar. Temos sempre que pensar no próximo e nos colocar no lugar do outro”, disse a mineira de 29 anos.

Já José Anderson Alves de Souza, de 19 anos, esteve no Hemocentro ontem para doar sangue pela primeira vez. O estudante acredita que a ação é uma maneira de ajudar os mais necessitados. “Um dia pode ser que eu esteja precisando de uma doação. Se eu precisar, gostaria de que alguém doasse sangue para mim.”

RAPIDEZ

O processo de doação, de acordo com Paiva, é rápido e simples. Para os doadores novos, é feito um cadastro e logo em seguida o voluntário passa por uma triagem. Alguns exames são feitos para avaliar as condições físicas e biológicas do doador. Aprovada, a pessoa é chamada para o local onde é feita a retirada do sangue, que acontece entre 5 a 10 minutos. “Logo após a doação, a pessoa fica em repouso por um tempo. Depois, come um lanche e está liberada para ir embora. Este processo todo [para doadores novos], dura cerca de uma hora”, explicou o coordenador do Hemocentro.
  
DOAÇÃO DE SANGUE
 
QUEM PODE DOAR
- Pessoas que tenham entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos (os menores de idade precisam de um formulário de autorização assinado pelos pais)
- Pesar no mínimo 50kg
- Estar alimentado (se a doação for realizada após o almoço, é aconselhável aguardar no mínimo duas horas para doar)
 
QUEM NÃO PODE DOAR
- Resfriado: aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas
- Grávidas
- Pessoas que ingeriram bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação
- Tatuagem: esperar 12 meses para fazer a doação
- Pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade
 
INTERVALOS PARA DOAÇÃO
- Homens: 60 dias
- Mulheres: 90 dias
 
SERVIÇO
Hemocentro Regional de Uberlândia
Endereço: Avenida Levino de Souza, 1.845 – Umuarama
Atendimento:
Segunda a sexta-feira das 7h às 11h30
Segunda e quarta-feira das 14h às 17h
Último sábado do mês das 7h às 11h30
Agendamento pelo site http://www.hemominas.mg.gov.br/ ou pelo telefone: 155 – opção 1
 
 

*APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »