01/01/2019 às 07h01min - Atualizada em 01/01/2019 às 07h01min

Uberlândia tem índices negativos de transparência

Cidade aparece na 390º posição dos 665 municípios avaliados no Brasil

CAROLINA PORTILHO
Foto: TV Universitária
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou, em dezembro, mais um resultado da Escala Brasil Transparente (EBT) – Avaliação 360°. Dos 665 municípios avaliados, Uberlândia aparece na 390ª posição com uma nota de 5,98. Quando comparada com as outras cidades de Minas Gerais, a maior cidade do Triângulo Mineiro aparece em 43º lugar de um total de 72. Uberaba aparece na 14ª posição, com uma nota de 8,75.

A EBT busca verificar o grau de cumprimento de dispositivos da Lei de Acesso à Informação (LAI) e de outros normativos sobre transparência nos Estados e no Distrito Federal, além de todos os municípios com mais de 50 mil habitantes, incluindo as capitais, com base nas estimativas do IBGE em 2017. Foram avaliados 691 entes federativos, abrangendo quase 70% da população brasileira, de 27 estados brasileiros.

A Prefeitura foi procurada e por meio de nota informou que “O Município encaminhou contestação à Controladoria-Geral da União e requereu reavaliação de alguns itens, uma vez que tem executado permanentes adequações e investido em ferramentas para ampliar a transparência junto à comunidade nos últimos anos”.

Diferentemente das outras três edições, o levantamento levou em conta, neste ano, tanto a transparência passiva quanto a ativa. A primeira diz respeito a regulamentação da LAI, com a existência de canais – presenciais e eletrônicos – para pedidos de informações pelos cidadãos e acompanhamento destas demandas. Já a ativa analisa como os governos estaduais e municipais publicam na internet dados relativos às despesas, receitas, licitações, acompanhamento de obras, salários dos servidores e outras aspectos de suas gestões.

No levantamento feito em 2015, Uberlândia ocupou o 893º lugar com a pontuação de 3,61. Apesar do índice ter melhorado neste ano, a CGU esclarece que a métrica usada nessa última edição é diferente, tonando inviável uma comparação das notas atuais com as anteriores.
Quando Uberlândia é comparada com cidades de Minas com mais de 500 mil habitantes, perde para Belo Horizonte e Contagem, ambas na 70ª posição, e Juiz de Fora , que ocupa o 242º lugar.

No levantamento feito, a Prefeitura de Uberlândia foi avaliada em diversos quesitos, alguns deles não atendidos, como a possibilidade de acompanhamento de obras públicas que não foi localizado no site do órgão. Também não foi encontrada na plataforma a possibilidade de consulta de empenhos ou de pagamentos por favorecido.

REGIÕES

Das cidades pertencentes às regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Uberaba, que tem pouco mais de 330 mil habitantes, segundo estimativa de 2017 do IBGE, ficou bem à frente de Uberlândia. O município ocupou a 94ª posição nessa última edição da Escala Brasil Transparente, batendo a nota de 8,75 pontos. Já Frutal, Araxá, Patos de Minas, Ituiutaba, Araguari e Patrocínio obtiveram ranking piores que Uberlândia, conforme arte abaixo.

POSIÇÃO        CIDADE                       NOTA
94                    UBERABA                    8.75
390                  UBERLÂNDIA              5.98
482                  FRUTAL                       5.36
487                  ARAXÁ                         5.34
526                  PATOS DE MINAS       4.91
585                  ITUIUTABA                  4.19
593                  ARAGUARI                  3.99
646                  PATROCÍNIO               2.85

Cidades de Minas Gerais
 
POSIÇÃO EM MG POSIÇÃO NACIONAL LOCALIDADE NOTA
1 12 LAGOA SANTA 9.62
2 22 PASSOS 9.54
3 25 VIÇOSA 9.47
4 27 BARBACENA 9.44
5 31 LAGOA DA PRATA 9.41
6 39 TRÊS PONTAS 9.26
7 43 ITABIRA 9.24
8 48 LAVRAS 9.16
9 49 VARGINHA 9.15
10 49 MURIAÉ 9.14
11 70 BELO HORIZONTE 8.94
12 70 CONTAGEM 8.94
13 75 ESMERALDAS 8.9
14 94 UBERABA 8.75
15 105 ITAJUBÁ 8.65
16 114 UBÁ 8.59
17 122 BETIM 8.5
18 136 BOM DESPACHO 8.32
19 145 CATAGUASES 8.19
20 155 CAMPO BELO 8.13
21 158 OURO PRETO 8.1
22 168 NOVA SERRANA 8.04
23 189 GOVERNADOR VALADARES 7.86
24 192 MONTES CLAROS 7.84
25 200 CONSELHEIRO LAFAIETE 7.76
26 222 SETE LAGOAS 7.59
27 222 BOCAIÚVA 7.58
28 227 ALFENAS 7.56
29 227 SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO 7.56
30 231 CONGONHAS 7.54
31 242 JUIZ DE FORA 7.43
32 252 MANHUAÇU 7.37
33 253 RIBEIRÃO DAS NEVES 7.35
34 264 DIVINÓPOLIS 7.29
35 266 SANTA LUZIA 7.23
36 281 IPATINGA 7.11
37 282 CORONEL FABRICIANO 7.1
38 292 PEDRO LEOPOLDO 6.95
39 300 UNAÍ 6.82
40 325 SÃO FRANCISCO 6.52
41 342 POÇOS DE CALDAS 6.36
42 379 IBIRITÉ 6.06
43 390 UBERLÂNDIA 5.98
44 398 FORMIGA 5.94
45 398 TRÊS CORAÇÕES 5.94
46 418 CARATINGA 5.79
47 420 SÃO JOÃO DEL REI 5.77
48 424 ITABIRITO 5.74
49 461 PONTE NOVA 5.49
50 466 CURVELO 5.45
51 468 LEOPOLDINA 5.43
52 475 VESPASIANO 5.39
53 482 FRUTAL 5.36
54 487 TIMÓTEO 5.34
55 487 ARAXÁ 5.34
56 499 MARIANA 5.24
57 507 SABARÁ 5.16
58 526 PATOS DE MINAS 4.91
59 535 PARACATU 4.81
60 537 PARÁ DE MINAS 4.79
61 558 TEÓFILO OTONI 4.56
62 559 JOÃO MONLEVADE 4.54
63 585 ITUIUTABA 4.19
64 589 JANAÚBA 4.07
65 591 ITAÚNA 4.01
66 593 ARAGUARI 3.99
67 597 GUAXUPÉ 3.91
68 610 NOVA LIMA 3.77
69 622 JANUÁRIA 3.6
70 631 POUSO ALEGRE 3.3
71 635 PIRAPORA 3.25
72 646 PATROCÍNIO 2.85

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »