24/10/2018 às 07h47min - Atualizada em 24/10/2018 às 07h47min

Coleta seletiva é foco de atividade

MARIELY DALMÔNICA
Uma das palestras foi com Arthur Rosa, do núcleo de Coleta Seletiva do Dmae | Foto: Dmae
Conscientizar a população sobre a importância da coleta seletiva para o meio ambiente e para a inclusão social de trabalhadores. Este foi o objetivo de uma das atividades realizadas ontem em decorrência da Semana Lizo Zero em Uberlândia. O evento contou com a palestra “Inclusão Social do Programa Municipal de Coleta Seletiva”, ministrada no Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), seguida de uma visita técnica na Associação dos Recicladores e Catadores Autônomos (Arca). 

A palestra, ministrada por Arthur Rosa, do núcleo de Coleta Seletiva do Dmae, abordou a importância da coleta seletiva para a cidade. “A coleta seletiva fomenta o mercado de reciclagem e é uma forma de renda e sustento. Os moradores que recebem a coleta seletiva no bairro têm que separar o lixo seco do úmido antes de colocá-lo na lixeira, e no dia correto. Quem não recebe a visita do caminhão no bairro, pode entregar em pontos de entrega voluntários, que são as associações”, disse o palestrante. 

Atualmente, a coleta seletiva em Uberlândia é disponibilizada para aproximadamente 44% da população, em 29 bairros. Diariamente, são recolhidas cerca de 8,6 toneladas de resíduos, que são distribuídas para cinco associações e uma cooperativa de catadores de materiais recicláveis. 

João Batista Ferreira, presidente da cooperativa Arca, disse que recebe o caminhão da coleta todos os dias, desde que o espaço foi cedido pela Prefeitura de Uberlândia, em 2010. Atualmente, a associação está fazendo um novo trabalho com vidros recicláveis. “A Arca fez uma parceria com uma indústria de Porto Ferreira. Pegamos a máquina com eles e pagamos com o vidro reciclável. A gente estava vendendo o vidro R$ 0,07 e hoje vendemos a R$ 0,10”, disse o presidente. 

Adicionaldo Cardoso, diretor de Resíduos Sólidos do Dmae, disse que o envolvimento da população no trabalho de reciclagem é primordial. “A gente fica satisfeito ao ver que tem jovens mostrando interesse neste assunto. Estamos com um estudo novo para incentivar a população e em 2019 vamos ampliar a coleta seletiva em Uberlândia”, afirmou.

SEMANA

Bernardo Marquez, diretor da ECOlabora e um dos organizadores da Semana Lixo Zero, disse que, além de trazer uma conscientização, o evento tem o objetivo de debater sobre diversos assuntos. “O Lixo Zero traz a ideia dos ‘Rs’. O primeiro é ‘Repensar’, ou seja, refletir. Depois vem ‘Recusar’, que é evitar gerar lixo, recusar o canudinho e a sacolinha do supermercado, por exemplo. Também tem ‘Reutilizar’, ‘Reduzir’, como diminuir o uso dos materiais que não são reciclados nem compostados, e ‘Reciclar’, que abre a temática da palestra de coleta seletiva. A gente entra nesse trabalho importante, dos catadores, das cooperativas, da conscientização da população que precisa entender que lixo é recurso”, disse. 

A Semana Lixo Zero vai até o dia 27 de outubro.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »