04/10/2018 às 08h00min - Atualizada em 04/10/2018 às 08h00min

Alckmin e Anastasia visitam Uberlândia

MARIELY DALMÔNICA
Alckmin parou em uma tradicional lanchonete no Centro da cidade para um café | Foto: Ciete Silveiro/Divulgação
O candidato à Presidência da República Geraldo Alckmin e o candidato ao governo de Minas Gerais Antonio Anastasia, ambos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), fizeram campanha ontem em Uberlândia. Os dois se reuniram com apoiadores no Centro da cidade, tomaram um cafezinho na lanchonete que tradicionalmente recebe políticos em época de campanha eleitoral e atenderam à imprensa durante uma caminhada. Alckmin disse apostar em uma mudança no voto dos eleitores, neste primeiro turno, favorável a ele.

Segundo pesquisa Datafolha, publicada na terça, Alckmin está com 9% das intenções de voto, tecnicamente empatado com Ciro Gomes (PDT), com 11%, e ambos atrás de Jair Bolsonaro (PSL), com 32%, e de Fernando Haddad (PT), com 21%.
"Acho que o radicalismo de esquerda ou de direita dificulta a retomada da economia. Acho que a gente consegue unir mais para retomar a economia, o Brasil voltar a crescer, ter emprego, renda e melhorar a vida das pessoas. Adquiri experiência para isso, e estou preparado para esse desafio”, disse o candidato a presidente.

Para Alckmin, os últimos dias antes da eleição são decisivos. "Mais de 20% dos votos não estão definidos e as intenções de votos podem mudar. Temos uma absoluta fé no Brasil. Vamos chegar domingo com coerência, trabalhando, pedindo voto. As grandes viradas ocorrem no final. Estamos trabalhando firme."

Alckmin disse que, se eleito, irá priorizar o investimento na saúde. "A população brasileira está ficando mais velha, o que é ótimo, porque as pessoas estão vivendo mais e melhor, mas isso demanda mais investimento. Vamos priorizar saneamento básico, e o PIS [Programa de Integração Social], PASEP [Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público] e Cofins [Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social], que o governo federal arrecada das empresas, nós vamos reinvestir em saneamento básico."

Anastasia, candidato ao governo de Minas, que lidera com 33% as intenções de voto segundo o Datafolha, pretende investir em empregos caso seja eleito. “O Triângulo Mineiro como um todo é uma região muito importante e geradora de empregos. O atual governo não cuidou disso, meses atrás perdemos a empresa Martins, que foi para Goiás. Queremos criar um ambiente favorável aos negócios, trazer empresas para Minas e fazer com que as atuais se expandem aqui, gerando empregos e oportunidades”, afirmou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »