13/09/2018 às 07h50min - Atualizada em 13/09/2018 às 07h50min

Cresce oportunidade de estágio em Uberlândia

Segundo a Fundação CDL, no primeiro semestre deste ano o aumento foi de 24% em relação ao mesmo período de 2017

CAROLINA PORTILHO
Maria Padilha divide os estudos com uma vaga de estágio | Foto: Arquivo Pessoal
Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) aponta que o desemprego no Brasil chega a 27% na faixa etária de 14 a 24 anos. Apesar dos dados alarmantes, novos rumos para os jovens têm se despontado por meio das oportunidades para estágios. Neste segundo semestre, o Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) prevê aproximadamente 22,5 mil novas vagas nesse formato no Brasil. Para quem está no ensino médio e técnico, serão quatro mil chances, 5,3% acima do que foi no mesmo período do ano passado. Para os universitários, houve uma ascensão de 8,8%, ou seja, 18,5 mil vagas.

Em Uberlândia, os dados também seguem essa projeção de crescimento. De acordo com a Fundação CDL, no primeiro semestre deste ano o crescimento foi de 24% em relação ao mesmo período de 2017. Em 2018, 239 estagiários entraram no mercado de trabalho via estágio. São 47 pessoas a mais que em 2017, só no primeiro semestre. Dentro dessa estatística está a Maria Padilha de Paula Vital Marra, de 17 anos, que está cursando o ensino médio. Há quase cinco meses ela divide a rotina da escola com a de trabalho na área de telemarketing. Ela está em seu segundo estágio e contou que trabalhar ajuda não só o lado financeiro, mas a ter maturidade.

“Tenho crescido muito e hoje sou feliz pela profissional que estou me tornando. Como eu estudo pela manhã, ficava com as tardes livres. Então decidi ir para o mercado de trabalho. Estou juntando dinheiro que ajudará quando eu começar a minha faculdade e posso garantir, por experiência, que o jovem quando começa a trabalhar passa a ter responsabilidades e aprende valores desde cedo. Além disso, estar no mercado contribui para as escolhas futuras, em que área deseja seguir”.

A gerente executiva da Fundação CDL, Bânia Vieira Poli, acredita que esse crescimento em relação às vagas de estágio está relacionado ao desligamento de funcionários nas empresas por conta do cenário econômico no Brasil. Mas ela garante que há vantagens para todas as partes ao contratar estagiários que cursam o ensino médio e o superior. “Ganha o empresário que estará formando esse jovem conforme o perfil esperado pela empresa, além de poder contar com um profissional dedicado em aprender e buscar resultados. E ganha o jovem que vai adquirir experiência e quem sabe, construir carreira dentro dessa empresa que deu oportunidade para ele”.

Bânia reforça a importância de as empresas terem visão não somente das oportunidades de estágios para nível superior, mas também para o ensino médio. Ela cita que esses jovens podem atuar em várias atividades dentro da companhia, como atendimento, auxiliar na área administrativa, almoxarifado, estoque, recepção e atendimento telefônico.

“O estagiário de nível médio pode fazer até 30 horas semanais, de segunda a sábado. A empresa paga uma bolsa de estágio e vale transporte, em média uma bolsa de R$ 550/mês”, ressalta Bânia. A gerente executiva diz ainda que a Fundação CDL faz o encaminhamento do estagiário, realiza o convênio e contrato de estágio, avaliações periódicas, seguro de vida obrigatório e controle de frequência mensal para pagamento da bolsa do estágio até o 5º dia útil do mês. “Contratar um estagiário é simples e possui um custo-benefício para empresa, pois ela terá condição de formar o profissional antes de contratá-lo. O estagiário pode ficar por até dois anos no contrato de estágio, desde que esteja estudando”.
 
OPORTUNIDADE
Empresa abre as portas para estagiários
 
O gerente comercial da HDL Hospitalar, Carlos Eduardo Brunelli Magalhães, iniciou recentemente o processo de oportunidades para estágios com a abertura de três vagas de nível superior. Em 90 dias esses profissionais foram efetivados, antes mesmo do término do contrato. Segundo ele, as contratações foram em decorrência do profissionalismo apresentado pelos jovens.

Antes eu tinha dificuldade de contratar, pois fazia o processo direto e nem sempre a pessoa interessada na vaga estava cursando faculdade, por exemplo. Através do estágio percebi que a dedicação do jovem é maior, ele tem mais sede em aprender e se destacar nas atividades. Além disso, é menos burocrático o processo de estágio e com isso ganhamos tempo”, disse Carlos que com essas contratações está, novamente, com as três vagas abertas de estágio para interessados em iniciar a carreira profissional.,

Uma das contratadas foi a Mariana Cirilo Cardoso Rezende, que tem 21 anos e faz faculdade de Administração. Ela ocupou a vaga de estágio por três meses na HDL Hospitalar e há uma semana ocupa um cargo na empresa na área de consultoria. “Eu tinha intenção de ser contratada o quanto antes, mas não imaginava que seria tão rápido. Além da minha dedicação, também foi importante a empresa me enxergar e perceber meu potencial, meu esforço e com isso abriu as portas pra mim. Estou feliz com a conquista”.

Mariana Cirilo ocupou uma vaga de estágio por 90 dias e na sequência foi contratada | Foto: Arquivo Pessoal
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »