31/07/2018 às 18h55min - Atualizada em 31/07/2018 às 18h55min

32,9% da frota de Uberlândia não têm CRLV 2018

Porte do Licenciamento deste ano é obrigatório para todos os motoristas a partir de quarta (1º)

CAROLINA PORTILHO | REPÓRTER
Motorista que for flagrado sem o CRLV desse ano receberá sete pontos na carteira e multa de R$ 293,47 (Carolina Portilho)
A partir desta quarta-feira (1º), todos os motoristas em Minas Gerais devem portar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) exercício 2018. Há um mês, a obrigatoriedade do documento já estava valendo para veículos com final de placas 1, 2, 3, 4 e 5. Agora, a exigência vale para todos.

Com uma frota tributável de 402.292 veículos, a inadimplência em Uberlândia é de 32,98%, ou seja, 132.682 veículos estão circulando irregularmente pelas ruas. Os dados são da Administração Fazendária da cidade, calculados até o último dia 30 de junho. O condutor que transitar sem o documento comete infração gravíssima e pode receber multa de R$ 293,47, sete pontos no prontuário, além de ter o veículo removido.

Para receber o CRLV 2018, o contribuinte precisa ter quitado as três parcelas do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o seguro obrigatório (DPVAT) e a taxa de licenciamento, além de eventuais multas. Quem está em dia e ainda não recebeu o documento pode conferir a situação do veículo no site do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Minas Gerais.

“É importante conferir o endereço cadastrado para receber o documento. Reforço que quem está em dia, mas pagou o documento fora do prazo, o envio pode estar em percurso, sendo feito pelos Correios, mas no site é possível ver toda a situação, inclusive se o documento já foi emitido”, disse o chefe da Administração Fazendária em Uberlândia, Pedro Antônio Alves.

O pagamento de todos os impostos para os mais de 400 mil veículos da frota tributável da cidade gerará uma receita de R$ 254.360.000. Atualmente, esse valor é de R$ 214.354.000. Pedro também informou que os inadimplentes terão o envio automático do débito para a dívida ativa e protesto, gerando mais gastos.

“Para regularizar a situação basta acessar o site da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais e emitir a guia com os acréscimos. É possível pagar as pendências desse ano e dos demais exercícios à vista ou parcelar em até 12 vezes, sendo que o mínimo de cada parcela deve ser de R$ 200”.

2º via do documento

O contribuinte que ainda não teve o documento gerado pelo Detran-MG pode solicitar a emissão do CRLV 2018 pessoalmente na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), que fica na rua Gabriela Junqueira de Freitas, nº 333, bairro Jardim Patrícia. “Nesse caso, a emissão é feita na hora. Agora, se o documento já foi expedido em Belo Horizonte pelo Detran o contribuinte tem que aguardar o recebimento ou então pagar uma taxa de R$ 26,01 para ter a segunda via do documento. Nesse caso é preciso pagar a taxa e ir direto para o Detran para que não ocorra duplicidade na emissão do CRLV”, destacou o delegado de Polícia Civil, Luciano Alves dos Santos.

Fiscalização

A Polícia Militar (PM) intensificou a fiscalização desde o início do mês de julho, quando os proprietários de veículos com placas de final entre 1 e 5 já precisavam portar o licenciamento 2018. Diariamente são realizadas blitzen com o objetivo de conferir a obrigatoriedade do porte do CRLV 2018. De acordo com o sargento Valderlei Demitrovich, do pelotão de Trânsito da PM na cidade, há outros itens a serem levados em consideração, uma vez que em uma blitz a fiscalização não é apenas documental.

Assim, retrovisores quebrados, engates que tapem placas, para-brisas trincados, viseiras de capacetes abertas ou pneus em mau estado de conservação podem levar a multas ou até mesmo a remoção dos veículos. O sargento Demitrovich destacou que muitos se descuidam das placas, que devem ter cor de fundo que não atrapalhem a visualização das letras e números, da mesma maneira que estes não podem estar apagados. A multa chega a R$ 293,47, é infração gravíssima e soma sete pontos na carteira.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »