18/07/2018 às 15h53min - Atualizada em 18/07/2018 às 15h53min

Feira varejista deve movimentar até R$ 20 mi em Uberlândia

Evento acontece até quinta (19) e deve receber mais de três mil pessoas

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER

Feira conta com 126 estandes de produtos e serviços e terá quatro palestras (Vinícius Lemos)
A Associação Mineira de Supermercados (Amis) pretende movimentar entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões em negociações em mais uma edição da Superinter, considerado o maior evento do varejo no interior de Minas Gerais. A feira, que começou nesta quarta-feira (18) em Uberlândia e vai até quinta (19), deve receber público superior a três mil pessoas e tem como objetivo juntar prestadores de serviço, distribuidores e fornecedores aos empresários do setor supermercadista.

Para gerar esse volume de pessoas e negócios, foram montados 126 estandes além da organização de quatro palestras nos dois dias de evento, que acontece no Center Convention. “A feira existe desde 1990. É muito importante para nosso varejo, do pequeno ao grande empresário. Enxergamos como oportunidade de negócios, lançamentos de novos produtos e atraímos pessoas da nossa região inteira, além de outras partes de Minas Gerais e do interior dos Estados de Goiás e de São Paulo”, disse o vice-presidente regional da Amis, Milson Borges dos Santos.

Como a Superinter abrange duas importantes regiões de Minas Gerais, além da cidade sede Uberlândia, várias caravanas de empresários e profissionais que vão participar estão sendo organizadas em cidades como Araguari, Araxá, Carmo do Paranaíba, Frutal, Ituiutaba, Monte Carmelo, Patrocínio, Uberaba, entre outras.

A negociação em feiras do segmento pode ser em condições especiais, principalmente devido ao objetivo de muitos expositores de conseguir ampliar mercado e apresentar novos produtos. Entre este tipo de negócio está uma empresa com sede no Município de Campinas (SP), cujo produto é energia elétrica, vinda de uma fazenda solar. A vantagem oferecida, segundo o gerente comercial Cássio Dutra, está no recebimento de energia limpa, que substitui até 80% do consumo de uma loja e traz redução de 10% no gasto com energia sem qualquer tipo de investimento.

"Existe uma fazenda solar, com um sistema fotovoltaico conectado à rede da distribuidora, como é o caso da Cemig. A partir daí fazemos estudos com clientes para ver seu perfil de consumo e ele pode alugar um lote dessa fazenda para poder gerar energia sustentável e limpa”, afirmou.

Expansão de negócios

O assessor de comunicação de uma marca de café local, Carlos Magno, explicou que o evento dá a oportunidade não só de um contato com clientes de outras cidades e Estados, mas que pode haver uma expansão dos negócios dentro do próprio mercado que revende seus produtos. “É preciso pensar em como ter maior participação dentro do varejo, como novos produtos e novos formatos. Como cápsulas e os produtos gourmet. Feira, por exemplo, é uma forma de reforçar e até apresentar de maneira mais informal o mix ao cliente que não aderiu a 100% do nosso mix”, afirmou.

OPORTUNIDADE
Pequenos agricultores têm espaço na feira

Pequenos produtores e agricultores familiares do Triângulo Mineiro e do Alto Paranaíba também têm espaço reservado na exposição de seus produtos e na abertura de caminhos para negociar com redes de supermercados, empórios, padarias e o varejo em geral. Foi o caso da empresária de Ituiutaba Laura Carvalho Gouveia Gervásio. Participante de programas de agricultura familiar, há oito meses ela montou com a família um frigorífico de cortes de peixes. Participa pela primeira vez de uma feira como a Superinter. “A gente buscar ampliar clientela. Para fornecermos o produto, caso tenhamos sucesso, temos contatos com outros produtores de peixes para fornecer ao próprio frigorífico”, explicou.

Por anos, a empresa de Laura Gouveia fez apenas a produção do peixe, que era fornecido eviscerado. Agora agrega valor ao produto por meio de cortes de filés e costelas, que são vendidos congelados e fracionados. Ela foi convidada e depois selecionada por meio do contato com a Emater Minas Gerais.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »