13/07/2018 às 19h03min - Atualizada em 13/07/2018 às 19h03min

PF apresenta carga recuperada de cilindros de gases hospitalares

Quatro pessoas foram presas em Uberlândia, entre elas o mandante

CAROLINA PORTILHO | REPÓRTER
Carga foi roubada próximo ao município de Araxá e localizada em Uberlândia (PF/Divulgação)
A Polícia Federal (PF) apresentou no início da noite desta sexta-feira (13) uma carga recuperada de aproximadamente 300 cilindros de gases hospitalares em Uberlândia. Quatros pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime. O material, que atenderia hospitais da região de Araxá, foi avaliado em torno de R$ 500 mil.

O trabalho da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), que reúne as Polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar e Sistema Prisional, vem atuando há três meses após empresas que comercializam gases, principalmente hospitalares, relatarem que nos últimos dez meses foram vítimas de roubos na região do Triângulo Mineiro.

Nesta quinta-feira (12), uma empresa de Uberlândia relatou que teve um caminhão de cilindros de gases hospitalares roubado chegando em Araxá (MG). Diante das investigações e de um levantamento de possíveis pontos de recebimento de carga roubada, cerca de 200 cilindros foram recuperados em um galpão situado no bairro Jardim América. O restante do material foi encontrado no veículo.

De acordo com o delegado da PF, Carlos Henrique Cotta D’Ângelo, o foco da ação era chegar ao mandante, que é quem encomendou o roubo da carga. “Os três ladrões que abordaram o motorista do caminhão têm passagens por roubo, inclusive um com mandado de prisão em aberto pelo Estado de São Paulo. O indivíduo que os contratou, o que compra esse material e revende, esse não tem passagem e é de Uberlândia”.

O ROUBO

O motorista do caminhão que transportava a carga de cilindros foi abordado pelos três ladrões. Ele foi obrigado a deitar na cabine do veículo para que não visse toda a ação. O homem foi levado para uma estrada vicinal e lá foi mantido amarrado. Os criminosos fizeram o transporte de parte da carga e fugiram do local. O motorista foi localizado depois e fez o registro da ocorrência junto à polícia.

LACRES ADULTERADOS

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que os ladrões retiraram todos os lacres originais dos cilindros e os queimaram para não deixar vestígios do crime. Na sequência seriam colocados novos lacres para que o produto pudesse ser revendido sem suspeitas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »