12/07/2018 às 07h55min - Atualizada em 12/07/2018 às 07h55min

App de transporte só para mulheres chega à cidade

Foco do serviço é garantir mais segurança a motoristas e passageiras

MARIELY DALMÔNICA | REPÓRTER
Motorista Maria Sampaio passou a usar o FemiDriver depois de ter sido assaltada em serviço (Divulgação)
Com o objetivo de oferecer segurança durante o transporte individual de mulheres, um aplicativo criado apenas para passageiras está em funcionamento desde o início deste mês na cidade. Ao Diário de Uberlândia, motoristas e clientes que passaram por situações desagradáveis usando outros serviços de transporte elogiaram o funcionamento do FemiDriver, como é chamada a iniciativa.

Claucione Lemos, idealizadora do aplicativo, criou o serviço exclusivo para mulheres pensando no alto número de assédios no país. “Em agosto do ano passado começamos a desenvolver, e, em abril deste ano, o aplicativo foi lançado. Já estamos em Pernambuco, na Paraíba, em Vitória, e agora em Uberlândia. Já temos cerca de 4 mil passageiras e 200 motoristas cadastradas na cidade”, disse Claucione, que conta apenas com funcionárias mulheres em sua empresa. A FemiDriver também é formada pela administradora financeira Antonieta Araújo, a advogada Bruna Melo, responsável pelo departamento jurídico, e Nilcilene Patrícia, que trabalha no suporte no escritório.

Patrícia Alves, que já trabalhava com outros aplicativos de transporte, foi uma das primeiras motoristas a utilizar o FemiDriver. “Quando ele surgiu, achei muito interessante, dá segurança para ambas as partes, passageiras e motoristas. O fluxo está fluindo de acordo com o esperado e as chamadas estão aumentando cada dia mais. Eu atendo cerca de 20 pessoas por dia durante a semana, e no fim de semana esse número aumenta”, disse.
A motorista Maria Sampaio, que foi assaltada durante uma viagem solicitada por um aplicativo há 15 dias, passou a utilizar o FemiDriver em busca de maior segurança para ela e suas passageiras. “Me chutaram e levaram o meu carro, mas Graças a Deus o recuperei e agora está tudo bem. Ainda estou usando o outro aplicativo, mas quando me chamam pelos dois, opto pelo FemiDriver.”

A motorista já fez mais de 10 mil viagens em outros aplicativos, mas se cadastrou logo quando o novo serviço foi lançado na cidade. “Entrei nele não só pela minha segurança, mas para atender meninas que passaram por situações ridículas de assédio ou que saem muito tarde da faculdade. Já ouvi vários relatos de passageiras, elas iam no carro se tremendo toda. Você precisa ver a alegria das passageiras que andam comigo, esse aplicativo traz mais segurança”, afirmou Maria, que faz cerca de 15 viagens por dia pelo FemiDriver.

Depois de passar por uma situação constrangedora durante uma corrida de Uber, a estudante Raquel Bustamante passou a dar preferência para o serviço oferecido apenas para mulheres. “Um motorista foi rude comigo e me senti mal no caminho. Eu nunca tinha passado por alguma situação chata com outros motoristas. Ele começou a bater boca comigo porque sugeri um caminho e falou: ‘Bom, vou seguir o caminho que a senhorita está sugerindo. Afinal, seu namorado deve estar de olho no aplicativo pelo caminho que estou indo’”, relatou.

Para a estudante, a oferta de motoristas ainda é baixa na cidade, mas é importante que as usuárias divulguem o novo serviço. “Falei para as meninas incentivarem e pedirem quando estiver faltando uns 5 minutos para sair de casa, porque normalmente demora de 5 a 12 minutos para a motorista chegar. Acho que para essa oferta aumentar, é importante a demanda crescer ainda mais, assim as motoristas conseguem ver que nós mulheres queremos que o aplicativo pegue”, afirmou Raquel, que se sente mais segura com as motoristas.
 
COMO FUNCIONA
 
Para utilizar o serviço basta procurar pelo aplicativo “FemiDriver”, disponível para IOS e Android. As motoristas que desejam se cadastrar podem procurar por “FemiDriver Motorista”. Na hora da inscrição é preciso apresentar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), comprovante de residência, certidão criminal e documentos do carro. A empresa oferece treinamento para as cadastradas, com informações sobre políticas de prevenção à violência contra a mulher, palestra de boas maneiras no trânsito e esclarecimento de dúvidas com a assessoria jurídica.

A tarifa da FemiDriver é de R$ 2,55, mais R$ 1,10 por km rodado e R$ 0,20 por minuto de deslocamento. O valor mínimo da corrida é de R$ 7,00 e o pagamento poderá ser feito em dinheiro ou cartão de crédito. A viagem também pode ser compartilhada com outras pessoas, garantindo trajeto monitorado.



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »