11/07/2018 às 19h12min - Atualizada em 11/07/2018 às 19h12min

Medidor de inflação bate 1,46% em junho

Variação foi puxada, principalmente, pela crise ocasionada pela greve dos caminhoneiros

A inflação registrada em Uberlândia ficou na casa de 1,46% em junho, alta de 0,86 pontos percentuais em relação ao mês imediatamente anterior. A variação foi puxada, principalmente, pela crise ocasionada pela greve dos caminhoneiros. Os dados são do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), divulgado nesta quarta-feira (11) pelo Centro de Pesquisas Econômico-Sociais do Instituto de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (Cepes/UFU). 

Segundo o economista Álvaro Fonseca, a variação foi causada diretamente pela crise do desabastecimento. Embora o valor dos combustíveis tenha diminuído, a inflação aumentou por causa dos transtornos provocados pelo bloqueio de transportes.

O índice no grupo de Alimentação e bebidas, por exemplo, foi de -0,24% para 1,46%, com um aumento de 0,17% para 11,19% no caso de Leite e derivados. Isso tem ligação direta com oferta e procura: os poucos mantimentos encontrados durante a crise do desabastecimento tinham preços altos.

Outros fatos, no entanto, também ajudaram a puxar os índices. A taxa no grupo de Habitação, por exemplo, foi de 0,6% para 5,81%, sendo destaque a energia elétrica residencial (de 0,27% para 19,11%). De acordo com Fonseca, essa aceleração aconteceu pela instituição da bandeira vermelha, que corresponde a um aumento de R$ 1 ou R$ 3 na tarifa de energia a cada 100 kWh consumidos.

Houve também diminuição do valor de alguns produtos. O grupo de Vestuário foi de -0,37% para -2,62%. Em segundo lugar, o grupo de Artigos de Residência, com destaque para Eletrodomésticos e equipamentos (de -0,37% para -3,05%).

CESTA BÁSICA

O valor da Cesta Básica teve uma variação de 0,78%. O preço foi de R$ 357,40 em maio para R$ 360,17 em junho. Valores de produtos como tomate (-23,21%) e batata (-1,53%) diminuíram, mas o leite (21%), a farinha de trigo (11,72%) e a banana (10,22%) aumentaram, contribuindo para o aumento do preço da cesta.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »