05/07/2018 às 07h42min - Atualizada em 05/07/2018 às 07h42min

Vendas nos supermercados crescem 30% com a Copa

Jogos da Seleção têm impulsionado a compra de cerveja, carne e petiscos

MARIELY DALMÔNICA | REPÓRTER
Gerente Luciano Santos diz que vendas de cerveja cresceram até 28% em unidade do supermercado Bretas (MARIELY DALMÔNICA)
Falta pouco mais de uma semana para o fim da Copa do Mundo, e os torcedores, que antes não estavam tão motivados, conforme mostrou matéria publicada em maio pelo Diário de Uberlândia, agora se mostram mais empolgados com a Seleção Brasileira. Além do agito nas ruas, a animação pode ser constatada com o aumento nas vendas de bebidas e aperitivos em bares e supermercados da cidade. A reportagem ouviu empresários e administradores de comércios que relataram crescimento de até 30% nas vendas no período.

Para Nelson Júnior, gerente de marketing da rede de supermercados Bahamas, o consumo de bebidas alcoólicas está diretamente ligado à euforia do torcedor. “A gente começou a Copa sem muita confiança, mas a partir do momento que a seleção foi ganhando, o consumo foi aumentando. Afinal, cerveja e churrasco são a grande companhia do torcedor em dia de jogo”, disse o gerente, que espera um aumento em torno de 20% nas vendas de amanhã, quando o Brasil joga contra a Bélgica.

A rede de supermercados Bretas está apostando em promoções e atraindo mais clientes desde os primeiros jogos do Brasil. De junho para cá, o aumento nas vendas de carne foi de quase 8%, a venda de salgadinhos aumentou 7,6% e a venda de refrigerantes subiu para 10,03%. De acordo com Luciano Santos, gerente da loja da avenida João Pinheiro, no Centro da cidade, o crescimento nas vendas das bebidas alcoólicas foi o mais significativo: 26,54% para cervejas e 28,78% para vinhos e espumantes.

“Inclusive, temos muitas promoções. Na compra de cervejas, o cliente leva um cooler, um copo personalizado e até camisa. Percebemos também que os clientes estão antecipando as compras. Hoje, o pessoal já deve antecipar as compras para o jogo da sexta-feira”, afirmou o gerente.

Segundo Paulo Epaminondas, gerente regional da rede Pão de Açúcar, a unidade de Uberlândia tem registrado um aumento entre 10% e 15% nos dias que antecedem os jogos do Brasil. “Nas oportunidades em que o Brasil jogou à tarde, a loja recebeu grande volume de clientes, pela manhã, com vendas expressivas de bebidas, petiscos e carnes. A expectativa é de que este movimento se mantenha com a presença da Seleção Brasileira no mundial.”

Mauro Peixoto, gerente regional do Assaí Atacadista a venda de cervejas atingiu 30% de aumento às vésperas dos jogos. “A preferência dos clientes são as cervejas nacionais e os rótulos que compõem a linha Premium”, disse o gerente.

A Associação Mineira de Supermercados (Amis) afirmou que a Copa do Mundo traz um impacto positivo para o setor supermercadista. E segundo a associação, lojas que oferecem boas promoções e investem na decoração também trazem ainda mais resultados nas vendas.
 
DEPÓSITO
 

O movimento não tem sido positivo apenas para os supermercados. Ricardo Moreira, proprietário da LP depósito de bebidas, que fica no Planalto, na zona oeste, também teve um crescimento nas vendas desde a estreia do Brasil nesta Copa do Mundo. “No período, as vendas aumentam no geral, principalmente nos dias e horários próximos aos jogos do Brasil. Espero ter mais vendas na sexta-feira, porque está chegando na reta final e por causa do horário também; o pessoal até emenda com o fim de semana.”
 
COMPRAS
No País, consumo de cerveja sobe até 50%
 

Um levantamento feito pela Apas, associação de supermercados paulistas, apontou que as vendas de cerveja crescem entre 30% e 50% nos dias de jogo da seleção brasileira nesta Copa do Mundo.
Já a venda de carne sobe 20% quando a equipe brasileira entra em campo, segundo a associação.
A Apas apontou que a elevação das compras acontece no período de 3 horas a 2 horas antes do início da partida, quando ela é na parte da tarde, e 1 hora antes dela quando a disputa acontece de manhã.
No restante do dia, as vendas têm seguido o volume esperado em dias comuns.

Com a sinergia das Festas Juninas e o fato de que quase 92% das pessoas assistem aos jogos em casa, a Copa do Mundo tem sido um grande impulsionador para o aumento no consumo e, consequentemente, o crescimento das vendas nos supermercados", disse em nota Thiago Berka, economista da APAS.

A data e o horário do jogo influencia na lista dos produtos mais comprados pelo torcedor.
Se ele é disputado à tarde ou próximo de um final de semana, cerveja, refrigerante e carnes para churrasco são os mais vendidos.

As vendas de aperitivos também se destacam neste período, sendo linguiça, salame e bacon contando com até 20% a mais de comercialização, e amendoim e pipoca, com aumento de até 25%.
Já nos dias de jogos disputados pela manhã, panificados, frios, sucos e laticínios vendem mais - alta de 10%.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »