28/06/2018 às 08h22min - Atualizada em 28/06/2018 às 08h22min

Justiça determina a busca de materiais em empresa

Proprietários de gráfica desapareceram e não cumpriram com as obrigações com clientes e funcionários

WALACE TORRES | EDITOR
Clientes de gráfica denunciaram o caso ao Ministério Público (Divulgação)
A Justiça em Uberlândia atendeu a um pedido do Ministério Público Estadual (MPE) e concedeu liminar determinando a busca e apreensão de materiais gráficos nas dependências da empresa Impressiona Convites, no bairro Brasil, que encerrou as atividades no dia 18 deste mês sem qualquer aviso prévio e sem cumprir as obrigações com clientes e funcionários.

Entre os materiais a serem apreendidos estão convites, cartões, álbuns e assemelhados encomendados por clientes que recorreram ao MPE para conseguir acesso aos produtos já encomendados e pagos. O juiz da 4ª Vara Cível, Walner Barbosa Milward de Azevedo, ainda determinou o bloqueio de valores nas contas bancárias das empresas que funcionavam no endereço (gráfica e editora).

Os proprietários das empresas estão desaparecidos desde o último dia 17. Ao chegarem para o trabalho no dia seguinte, os funcionários se depararam com a fechadura da porta trocada e câmaras de vídeo retiradas. As redes sociais dos sócios também foram excluídas. A suspeita é que tenham se mudado uma semana antes. Vários clientes procuraram a Polícia Militar para registrar boletim de ocorrência e depois denunciaram o caso ao Ministério Público.

Um inquérito policial também foi instaurado pela Polícia Civil. A gráfica tinha 13 funcionários e a maioria dos clientes é de noivos e formandos. O MPE, que prepara uma ação civil pública contra os sócios, também havia pedido o bloqueio dos bens imóveis de quatro proprietários, o que foi negado pelo juiz em função de não haver prova ou indício de dilapidação patrimonial.

Também foi negada a nomeação de um interventor para gerir as empresas, o que demandaria mais custos aos clientes e demora na entrega dos materiais. Além dos materiais impressos, também foi ordenada a busca e apreensão das ordens de serviço e arte final de todos os pedidos localizados no interior da empresa.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »