12/06/2018 às 09h51min - Atualizada em 12/06/2018 às 09h51min

Verba de R$ 125 mil para castramóvel é aprovada na Câmara

APA estima que existam cerca de 40 mil animais de rua soltos pela cidade (DIVULGAÇÃO)
A Câmara de Uberlândia aprovou um projeto de abertura de crédito no orçamento da Secretaria Municipal de Saúde de R$ 125 mil para a compra de uma unidade móvel, conhecida como castramóvel, para o Centro de Controle de Zoonoses, durante reunião na manhã de ontem. O Projeto de Lei é de autoria do prefeito Odelmo Leão e os recursos são originários de uma emenda parlamentar apresentada pelo deputado estadual Elismar Prado (PROS).
De acordo com o vereador Ismar Prado (PMB), o projeto passou por duas votações para ser aprovado. “Agora a Prefeitura deve ser reunir com entidades que estejam aptas a receber esse recurso para decidir como o castramóvel irá funcionar, afinal, são necessários profissionais para trabalharem nele e gasolina para circular pelos bairros da cidade”, disse o vereador.
A reportagem do Diário de Uberlândia entrou em contato com a Prefeitura, mas o órgão só irá se pronunciar quando o projeto de lei for concretizado. O projeto já passou por duas votações e agora vai à sanção do Executivo.
Atualmente, a única forma de castrar animais domésticos gratuitamente em Uberlândia é através de um programa oferecido pelo Centro de Controle de Zoonoses, que mantém um convênio com o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Para conseguir fazer a cirurgia no animal, o proprietário precisa realizar o cadastro e atender alguns requisitos, como ter uma renda de até três salários mínimos. O programa também atende os protetores que resgatam animais abandonados.
Segundo o Hospital Veterinário, cerca de 180 castrações são realizadas por mês através deste programa da Zoonoses. Além de combater problemas de abandono, a castração evita doenças e reduz a agitação do animal.
 
APA
 
A Associação de Proteção Animal (APA) de Uberlândia abriga quase 500 animais atualmente, e com o surgimento de novas casas em bairros próximos à associação, mais animais vêm sendo deixados na porta da entidade. “Através de uma projeção feita por nós, calculamos que cerca de 40 mil animais estão soltos nas ruas de Uberlândia. Lembrando que as cachorras entram no cio de seis em seis meses, e as gatas de quatro em quatro meses”, disse o presidente da associação, Elson Torres.
De acordo com Torres, todos os cães e gatos da APA com mais de seis meses estão castrados. “As pessoas precisam ter consciência e castrar os animais também, procurar o Zoonoses ou participar de mutirões de castrações solidárias, que são feitas por valores bem mais baixos que o normal.”
Para se manter, a APA realiza diversas feiras de adoção todos os meses, na Praça Tubal Vilela e em estacionamentos de supermercados da região. A entidade precisa de cerca de R$ 35 mil para pagar os funcionários, comprar materiais de limpeza e rações para os animais, que comem 100 kg por dia.

PROCURA-SE


 
Elisabeth Santana resgata animais de rua e está em busca de sua cachorra Charlotte, uma schnauzer de seis anos que desapareceu no dia 22 de maio no bairro Cidade Jardim, zona sul de Uberlândia. Charlotte tem problemas cardíacos e toma remédios controlados. Se você a viu, entre em contato com a dona através do telefone: 99630-6281.
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »