06/06/2018 às 13h59min - Atualizada em 06/06/2018 às 13h59min

Câmara gasta R$ 60 mil na compra de 4 TVs

Diário de Uberlândia encontrou o mesmo modelo 64% mais barato

VINICIUS LEMOS
Menos de três anos depois de ter feito a compra de mais de 50 televisores, a Câmara Municipal de Uberlândia trocou quatro aparelhos ao custo de R$ 60,4 mil. A mesma empresa que venceu a concorrência em 2015 forneceu os televisores, neste ano, para o Legislativo local. Além disso, houve a compra recente de uma câmera para transmissões da TV Câmara ao custo de R$ 45,8 mil.
O que chama a atenção na compra recente de televisores é o valor de mercado dos quatro aparelhos, de 75 polegadas, com conexão à internet. Em lojas online, o Diário de Uberlândia encontrou o mesmo modelo, especificado na nota fornecida pela Câmara, por R$ 9,2 mil cada. Ou seja, a Casa adquiriu as TVs por R$ 15,1, 64% mais caras da cotação do Diário.  
De acordo com o ordenador de despesas do Legislativo, o vereador Juliano Modesto (SD), as compras acontecem levando em consideração o mercado e que não é possível faz compras sem uma licitação. “Infelizmente não vêm empresas que oferecem produtos a esses preços. Existe um grupo de servidores efetivos com mais de 20 anos de casa (para elaboração e execução de licitações). Os servidores procuram antes e no edital vem um preço médio. A empresa que ganhar a licitação é de quem adquirimos esse produto”, disse.
De qualquer maneira, o edital do pregão presencial, que aconteceu em dezembro de 2017, especifica que a concorrência é exclusiva “para Microempresa - ME e Empresa de Pequeno Porte – EPP”, em “cumprimento ao art. 48 da Lei Complementar nº 123/2006, com redação dada pela Lei Complementar 147/2014”. A vencedora foi a empresa Comigo Comercial Minas Goiás LTDA - EPP
Ainda de acordo com Modesto, o objetivo das compras da câmera e também das TVs foi para uma necessidade de melhoria de captação de imagens da TV Câmara e também para que fosse facilitar o acompanhamento das transmissões do canal dentro do próprio plenário, onde foram instaladas três das quatro televisões de 75 polegadas compradas por quase R$ 60 mil.

Mesmo fornecedor

Em dezembro de 2015, a mesma empresa venceu outro pregão para o fornecimento de pelo menos 54 televisores, que seriam usados para a troca dos aparelhos em gabinetes dos 27 vereadores. O valor à época foi de R$ 109,2 mil. A reportagem do Diário entrou em contato com a empresa por telefone e foi atendida por um homem que se identificou apenas como Walter e ele seria o proprietário da Comigo Comercial Minas Goiás. Ele informou que não há qualquer tipo de problema no fato da firma ter vencido as duas concorrências, uma vez que houve outros concorrentes em ambas as ocasiões.
A respeito do valor de R$ 60 mil pago pelo Legislativo na compra dos 4 televisores, o fornecedor explicou ainda que não é possível que uma empresa como a dele venda os aparelhos pelos valores encontrados em lojas online. Inicialmente, ele disse que o valor pago por cada televisor revendido à Câmara foi de R$ 13.750, mas depois ele informou que o valor global, dos quatro aparelhos, foi de R$ 48 mil, ou seja com mais de R$ 12 mil de lucro. “Paguei cerca de R$ 7 mil apenas em impostos. Na internet é uma coisa. Procuramos em todo o mercado e na internet eu não consigo comprar”, disse.

Vereador diz que compra foi desnecessária

Procurado, o vereador líder do Prefeito na Câmara, Antônio Carrijo (PSDB), disse apenas que a responsabilidade para a compra é da presidência e do ordenador de despesas da casa. Enquanto isso, Adriano Zago (MDB) reafirmou que esse tipo de compra é de competência da mesa-diretora e que não foi consultado para o procedimento. “A meu ver, não havia necessidade de adquirir esses televisores, considerando que as TVs que estavam no Plenário estavam em perfeito funcionamento e atendia perfeitamente as atividades da Câmara”, afirmou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »