28/05/2018 às 11h09min - Atualizada em 28/05/2018 às 11h09min

Caminhoneiros mantêm bloqueios em ao menos 8 estados após acordo

Na Regis Bittencourt, caminhoneiros afirmam que não deixarão o local

FOLHAPRESS | SÃO PAULO

Mesmo após anúncio do acordo com o governo, o país segue com protestos e bloqueios em ao menos oito estados na manhã desta segunda-feira (28), quando a greve dos caminhoneiros chega a seu oitavo dia. Nos arredores de São Paulo, há dois pontos de bloqueio na CCR Nova Dutra, em São Paulo e Guarulhos (SP).

Na rodovia Regis Bittencourt, há uma manifestação na região de Embu das Artes (SP) e em outros quatro pontos da estrada. Caminhoneiros afirmam que não deixarão o local. "A proposta do governo não foi aceita. Não vamos voltar para casa. O governo é que deveria ir para casa", diz um deles.

A rodovia Anhanguera tem dois pontos com manifestações, nas regiões de Perus e Limeira, em São Paulo.

No Paraná, a RodoNorte tem 15 pontos, nos trechos entre Curitiba a Apucarana e Ponta Grossa a Jaguariaiva.

A BR-040, do Brasília a Belo Horizonte, informa que havia oito pontos de manifestações às 7h: km 10, Luziânia (GO), km 95, Cristalina (GO), km 45, Paracatu (MG), km 145, João Pinheiro (MG), km 511, Ribeirão das Neves (MG), km 603 e km 617, Congonhas (MG), km 627, Conselheiro Lafaiete (MG) e km 699, Barbacena (MG).

No trecho de Minas Gerais da Fernão dias, há manifestações em doze pontos, nas cidades de Extrema, Itapeva, Pouso Alegre, São Gonçalo do Sapucaí, Três Corações, Carmo da Cachoeira, Lavras, Perdões, Oliveira, Carmópolis de Minas, Igarapé, São Joaquim de Bicas e Betim.

Em Santa Catarina, manifestações acontecem em cinco pontos (todos fora da pista, segundo a concessionária): no km 6, acesso a Garuva, km 26 (Joinville, sentido PR), km 75 (Araquari, sentido RS), km 116 (Itajaí, sentido RS), km 215 (Palhoça, sentido RS).

No Rio, ainda há protestos em ao menos três pontos do estado. Na rodovia Washington Luis (BR-040), na altura de Duque de Caxias, um grupo ainda protesta na porta da refinaria Reduc. Não há, contudo, bloqueio na entrada da refinaria, mas como os motoristas de caminhões tanque também aderiram a paralisação, o movimento de carga no local é pequeno.

O estado ainda deve demorar para reestabelecer o fornecimento de combustível.

Há protestos, sem bloqueios, na rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura de Seropédica, região metropolitana. A BR-101 (RJ), entre a divisa RJ/ES e Niterói, tem pontos de manifestação no km 75 (Campos dos Goytacazes) e km 297 (Itaboraí).

Em Pernambuco, um protesto bloqueia o tráfego na PE-028, em Gaibu, nos dois sentidos.

As rodovias na Bahia têm 13 pontos de bloqueio na manhã de segunda, nas regiões de Vitória da Conquita, Jequié, Milagres, Poções, Santo Estevão, Manoel Vitorino e Amélia Rodrigues.

Segundo a Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), que é favorável ao fim das paralisações, há demora para que a notícia do acordo com o governo chegue aos caminhoneiros.

O mapa com a atualização em tempo real das interdições em estradas, serviço da PRF (Polícia Rodoviária Federal), foi tirado do ar na última sexta-feira (25). O último boletim informativo veio às 22h de sábado (26), informando que havia 554 bloqueios nas estradas. Depois disso, a assessoria de comunicação da PRF afirma que cabe ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, dar atualizações sobre a situação das estradas.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »