19/05/2018 às 09h15min - Atualizada em 19/05/2018 às 09h15min

47 mil eleitores de Uberlândia não poderão votar

Quem não fez o recadastramento biométrico obrigatório segue com o titulo cancelado

WALACE TORRES |EDITOR
Cartório Eleitoral fica com a maioria dos serviços suspensa até o fim das eleições | Foto: Arquivo/Diário de Uberlândia
 
Praticamente 47 mil eleitores de Uberlândia não poderão ir às urnas em outubro para escolher os novos governantes e representantes nos legislativos para os próximos quatro anos. Ao todo, 46.998 eleitores permanecem com o título de eleitor cancelado porque não compareceram ao Cartório Eleitoral dentro do prazo de regularização, vencido em 9 de maio.

Além de não votar, quem teve o título cancelado terá que esperar até novembro para conseguir revalidar o documento. Nesse período, a pessoa também não consegue efetuar matrícula em universidade pública, contrair empréstimo bancário em instituição pública e nem tirar passaporte. Não há multa para regularizar o título em função do cancelamento, no entanto o eleitor fica sujeito ao pagamento de R$ 3,51 por turno ausente.

Desde o dia 10 de maio, o Cadastro de Eleitores está fechado e, portanto, a maioria dos serviços fica suspensa, como o alistamento eleitoral, transferência e regularização do título.

Ainda é possível ao eleitor emitir a segunda via do título (sem alteração dos dados) até o dia 27 de setembro. A segunda via também está disponível na versão digital, bastando que o eleitor baixe o aplicativo E-Título. Outros serviços que permanecem disponíveis são a emissão de multas pendentes para pagamento e a emissão de certidões de quitação eleitoral, de crime eleitoral, e de filiação partidária.

O número de títulos cancelados representa 9,2% do eleitorado de Uberlândia, que atualmente é de 510.855 eleitores – esse número não se altera até as eleições. O total de cancelamentos também é superior à soma dos votos brancos (10.916) e nulos (27.282) registrados na eleição municipal de 2016. Naquele pleito houve ainda a abstenção de 19,35% do eleitorado (92.545 pessoas não compareceram para votar).

A biometria foi implantada em setembro de 2015 no município e se tornou obrigatória para as eleições deste ano. O mesmo aconteceu em outras três cidades mineiras: Betim, Contagem e Uberaba.

O objetivo da biometria é tornar a identificação do eleitor ainda mais segura, eliminando-se o risco de alguém votar por outro, mesmo que de modo involuntário. Durante o recadastramento o Cartório Eleitoral de Uberlândia constatou oito casos de coincidências de títulos. Na maioria das situações foi verificado que houve falha durante a própria coleta e armazenamento de dados. Já em outros dois casos foram constatadas a duplicidade de títulos, ou seja, uma mesma pessoa tinha mais de um documento de votação. Esses casos serão encaminhados para investigação policial.
 
MESÁRIOS
 
A Justiça Eleitoral já começou a selecionar voluntários para trabalhar nas eleições de outubro. Em Uberlândia serão necessários mais de 5 mil mesários – quatro por seção. Segundo o chefe da 278ª Zona Eleitoral, Stefenson Lopes Faria, por enquanto as pessoas não estão procurando o cartório com interesse em atuar no pleito. “Estamos entrando em contato com as pessoas que já participaram de outras eleições e que têm mais experiência”, disse. Posteriormente, o cartório irá enviar uma carta de convocação. Ele explicou que os interessados também podem procurar o cartório ou entrar em contato pelo telefone 3303-2700.
A cada turno trabalhado, a pessoa tem direito a dois dias de folga no serviço.
 
NÚMEROS 
 
46.998 tiveram título cancelado
 
9,2% do Eleitorado de Uberlândia
 
Número é superior à soma dos votos brancos (10.916) e nulos (27.282) registrados na eleição municipal de 2016
 
COM O TÍTULO CANCELADO:
 
- não pode votar
- não consegue efetuar matrícula em universidade pública
- não consegue contrair empréstimo bancário em instituição pública
- não consegue tirar passaporte.
 
PARA REGULARIZAR TÍTULO:
 
- Procurar cartório a partir de novembro
- Levar documento de identificação e comprovante de endereço recente
- Pagar multa de R$ 3,51 por turno ausente na votação
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »