11/05/2018 às 08h47min - Atualizada em 11/05/2018 às 08h47min

Servidora municipal de Uberlândia é demitida por falsificar atestado médico

MARIELY DALMÔNICA | REPÓRTER
 
Uma supervisora de uma escola municipal de Uberlândia foi demitida por apresentar atestado de licença médica falso. A Prefeitura de Uberlândia apurou os fatos e decidiu pelo rompimento do vínculo, conforme publicado no Diário Oficial do Município de quarta-feira (9).

A servidora tinha o cargo de Especialista de Educação e era efetiva desde outubro de 2012. Por meio do atestado falso, a profissional ausentou-se do trabalho por três dias e recebeu remuneração normalmente.

Ainda de acordo com informações do Diário Oficial do Município, o estabelecimento hospitalar em que o atestado teria sido feito não reconheceu o documento, datado de 16 de dezembro de 2016, nem a assinatura do profissional responsável.

A Comissão Processante decidiu pela demissão da supervisora por ter praticado crime previsto no Código Penal por falsificação e alteração de documentos, e por ter violado os deveres de honestidade e lealdade com a Administração Pública. A Prefeitura também irá descontar a verba que a servidora recebeu referente aos três dias não trabalhados.

A redação do Diário de Uberlândia entrou em contato com a Prefeitura para mais informações, mas a assessoria de imprensa municipal informou que o processo é sigiloso e que as informações que podem ser divulgadas estão no Diário Oficial do Município.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »