13/04/2018 às 05h16min - Atualizada em 13/04/2018 às 05h16min

'O Barqueiro' retrata a angústia de uma ausência

Monólogo tem direção de Cláudio Márcio e atuação de Mário Cortês

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA

Mário Cortês já apresentou o espetáculo em 14 cidades e conquistou prêmio em 2015 | Foto: Flaviana Ox/Divulgação

Grandes autores são motivados por sonhos e boas histórias. É um desafio, principalmente nos dias de hoje, além de levar o público para o espaço teatral, mantê-lo conectado ao espetáculo. Mas esse desafio não afasta os artistas de seus propósitos. O ator e dramaturgo Mário Côrtes é um desses exemplos. Ele apresenta, amanhã e domingo, em Uberlândia o monólogo “O Barqueiro”.

O trabalho surgiu como resultado de um trabalho de conclusão de curso da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e ganhou espaço além dos muros da universidade. Com direção de Cláudio Márcio, a peça estrelada por Cortês tem ganhado projeção nacional. A produção foi apresentada em 14 cidades brasileiras, incluindo cinco festivais e conquistou o prêmio de melhor ator de comédia no Festival Sol Cenas Curtas de Araguari, em 2015.

“O que mais me apaixona nesse texto é a abertura para as mais variadas interpretações sobre o inconformar-se, sobre a necessidade de ir em busca do sonho. A vida é senão uma sucessão de desafios a serem vencidos, mas até nas derrotas somos impulsionados pela sina eterna de ser. Sam é um personagem que revela a minha criança, o meu desejo por contar histórias para as pessoas e tornar-me real no irreal”, disse Cortês ao jornal Diário de Uberlândia.
Mário Cortês é graduado em Teatro pela UFU e já atuou em mais de dez peças.

SINOPSE

O espetáculo teatral “O Barqueiro”, que será apresentado neste final de semana na Escola Livre do Grupontapé, em Uberlândia, conta a história de Sam. Ele é um barqueiro que tenta contar ou recontar a trajetória de seu pai, um velho marinheiro que um dia foi em busca de uma ilha e nunca mais voltou. Para chegar ao “pai-ilha” Sam terá que atravessar um rio que nunca existiu naquele lugar, sobreviver a uma briga entre marinheiros e piratas, convencer um rei ambicioso e encarar a sua liberdade solitária. Este drama cômico é livremente inspirado no livro O Conto da Ilha Desconhecida de José Saramago, originalmente lançado em 1997.

SERVIÇO

O QUE: Espetáculo Teatral “O Barqueiro”
QUEM: Mário Côrtes
ONDE: Escola Livre do Grupontapé de Teatro (Rua Tupaciguara, 471, bairro Aparecida)
QUANDO: amanhã (14) e domingo (15) sempre às 20h
INGRESSO: R$ 20 (inteira) + R$ 10 (meia-entrada)
INFORMAÇÕES: 3213-1225

Notícias Relacionadas »
Comentários »