07/04/2018 às 05h53min - Atualizada em 07/04/2018 às 05h53min

Uberlândia ainda tem mais de 100 mil títulos cancelados

Prazo para fazer biometria vai até 9 de maio; data é limite ainda para alistamentos e transferências

WALACE TORRES | EDITOR
Movimento no cartório eleitoral reduziu desde o fim da revisão eleitoral, em fevereiro | Foto: Márcia Helena

A pouco mais de um mês para o fim do recadastramento biométrico obrigatório, Uberlândia ainda tem mais de 100 mil eleitores com o título cancelado, o que impede a participação nas eleições em outubro deste ano. O prazo para fazer a biometria vai até 9 de maio. Essa data também é limite para fazer o alistamento eleitoral (jovens com 16 e 17 anos que ainda não têm o título), transferência do domicílio eleitoral ou ainda regularizar a situação por outras razões (como ter ficado três vezes sem votar ou justificar). Para qualquer uma dessas situações, eleitor só pode buscar os serviços na cidade onde vota ou pretende votar.

Após o dia 9 de maio o sistema da Justiça Eleitoral será fechado e não haverá mais como efetuar nenhuma alteração no título até o fim das eleições. O eleitor que regularizar a situação nesse período consegue manter o mesmo número do documento. Não há multa para regularizar o título em função do cancelamento.

Até a última quarta-feira (4), Uberlândia tinha um total de 509.081 eleitores, dois quais 407.910 estavam biometrizados, o que representa 80,13% do eleitorado. O restante - 101.171 eleitores - teve o título cancelado após 9 de fevereiro, quando venceu a revisão eleitoral.

O montante de títulos cancelados é superior à abstenção registrada em Uberlândia na última eleição geral, em 2014. Naquele pleito, 81.709 eleitores (17,67% do total) não compareceram para votar.

Em caso de não regularizar o título cancelado, o eleitor, além de não poder votar, também estará sujeito a outras sanções, como não poder efetuar matrícula em universidade pública, contrair empréstimo bancário em instituição pública e nem tirar passaporte.

Segundo a chefe de cartório Márcia Helena Vieira, os eleitores que tiveram o título cancelado deram uma “relaxada” no mês de março. “No fim do prazo da revisão eleitoral, chegamos a atender 2.800 pessoas por dia. Esta semana, o dia mais movimentado teve 1.110 atendimentos”, diz.

Ela lembra que o eleitor que ainda irá fazer a biometria deve levar ao cartório um documento pessoal com foto e comprovante de endereço. Caso contrário, não consegue concluir o recadastramento.

O agendamento de horário no cartório eleitoral deve ser feito no site do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. O expediente no cartório vai das 10h às 18h.

Nos dois últimos fins de semana que antecedem o término do prazo (dias 28 e 29/4 e 5 e 6/5), haverá atendimento no cartório, além do feriado de 1º de maio. Os horários de atendimento nesses dias ainda não foram definidos.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »