02/04/2018 às 13h36min - Atualizada em 02/04/2018 às 13h36min

Funcionários de empresa em Uberlândia sentem tremor e evacuam prédio

Hipótese é de que tenha sido reflexo de terremoto na Bolívia

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Prédio da Algar foi esvaziado por medida de segurança | Foto: Vinícius Lemos

Na manhã desta segunda-feira (2), funcionários de uma das empresas do Grupo Algar deixaram o prédio onde trabalham, no bairro Granja Marileusa, zona leste de Uberlândia, depois de sentirem tremores na estrutura. O caso pode estar ligado a um terremoto ocorrido na Bolívia, sentido em várias cidades brasileiras, incluindo Araxá, a cerca de 170 km de Uberlândia. A Defesa Civil local, contudo, não foi acionada, assim como o Corpo de Bombeiros também não foi chamado. Ninguém se feriu.

Os tremores foram percebidos no meio da manhã no Centro de Soluções Corporativas, uma construção de 10mil2 e com 800 posições de atendimentos. O local foi esvaziado e a própria engenharia da Algar fez o diagnóstico de segurança para que os trabalhadores voltassem a trabalhar.

Segundo a Defesa Civil, técnicos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) souberam do fato e informaram que ainda não foi confirmada ligação com o terremoto no país vizinho, mas que a possibilidade existe.

Nenhum outro chamado foi feito na cidade, mesmo com relatos feitos em redes sociais de que os tremores foram sentidos em outros pontos da cidade, depois que a informação da evacuação do prédio no Marileusa se espalhou.

Em nota, o Grupo Algar informou que “o prédio do CSC, Centro de Soluções Corporativas, foi evacuado por medida de segurança após colaboradores perceberem o abalo sísmico, que foi sentido em outros estados do País como São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. A empresa esclarece que nenhum associado ficou ferido e que o prédio possui infraestrutura de ponta para suportar esse tipo de tremor”.

ARAXÁ

Pessoas que estavam em um prédio no calçadão de Araxá, importante ponto comercial da cidade, também evacuaram a edificação depois que trabalhadores do quinto e sexto andares informaram terem sentido a estrutura balançar.

Há informações de que em Patos de Minas os bombeiros atenderam ao chamado de moradores no centro da cidade por conta de tremores.

RICHTER

Terremoto foi de 6,8 graus

A Agência Brasil informou que o terremoto que pode ter sido sentido também Uberlândia teve epicentro na Bolívia, a cerca de 290 quilômetros da cidade de Potosí.

A magnitude foi de 6,8 na escala Richter, de acordo com a medição de intensidade do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP).
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »